QUER RECEBER NOSSAS NOTÍCIAS EXCLUSIVAS?

“Não exijas dos outros qualidades que ainda não possuem.” Chico Xavier

Artigos

Amar é unir

Enviado em 28 de abril de 2017 | No programa: Novamente | Escrito por João Lourenço Navajas | Publicado por Juliana Chagas

O Amor não tem unidade de medida.

Corpo de casal, com as mãos dadas

É uma força atemporal e inespacial que acontece sempre onde há união do bem com o belo e o verdadeiro. Por isso é possível percebe-lo em qualquer lugar, em qualquer momento, indiferente de raça, humana ou não, e também de espécies, terrestres ou não.

Onde houver dois ou mais elementos da natureza propícios a se unirem para alcançarem um estado maior de estabilidade da forças latentes, que propiciam a união, aí está a imanência do Amor. Impossível captura-lo, aprisiona-lo, reproduzi-lo em cativeiro, taxar-lhe regras de oferta e procura.

Também não tem como distribuí-lo gratuitamente muito menos por fruto de apropriações indébitas. Impossível ainda prever-lhe a ação em forma de lei e nenhuma instituição que se diga pública ou privada conseguirá prescrever a forma legal ou proscrever a forma ilegal de se Amar.

O Amor acontece indiferente ao que lhe acontece a sua volta, mesmo quando aparentemente não há nada a sua volta, nem além nem aquém do que chamamos vida.

Amar é unir.

Amar é viver e deixar viver a verdadeira vida, cada qual no seu quintal e que se encontrarão sempre no fim do mesmo declive que a enxurrada de emoções levará a todos.

 

Foto ilustrativa: pexels.com

Deixe seu comentário: