QUER RECEBER NOSSAS NOTÍCIAS EXCLUSIVAS?

“A caridade dos Céus é fonte que não se esgota.” Auta de Souza

Artigos

Anencéfalo e Abortamento

Enviado em 24 de outubro de 2013 | No programa: Rádio Revista André Luiz | Escrito por Maria Izilda Netto | Publicado por Rádio Boa Nova

Mão segurando três fetos

A gestação de uma criança com anencefalia é um drama para a família, especialmente para a mãe. Considerar que o aborto é a melhor opção para a mulher, além de negar o direito inviolável do nascituro, ignora as consequências negativas para a mãe.

Espíritos que durante sua jornada experimentam condutas desequilibradas, desequilíbrios de diversas ordens, podem adotar atitudes de rebeldia, perturbadoras e infelizes. Desprovidos de conduta adequada e desequilibrada, podem chegar até ao suicídio, atitude essa que aniquila o corpo perispiritual.

Esses espíritos necessitam do renascimento na carne para seu refazimento, podendo ocorrer, portanto, reencarnação de seres com deficiências tais como a anencefalia. Inúmeras reencarnações serão precisas para a reconstrução do perispírito, por isso, mesmo que seja por horas, esses reencarnes são extremamente válidos e importantes ao espírito reencarnante.

Por outro lado a mãe pode ter sua parcela de responsabilidade nessas vivências anteriores e cabe a reflexão de quanto essa mãe necessita participar da oportunidade do reencarne desse espírito.

Uma vez a Lei tendo sido aprovada, cabe a nós espíritas orientarmos aqueles que pudermos e vibrarmos para que as pessoas envolvidas nessas ocorrências tenham equilíbrio e discernimento em suas decisões .

Interessante lembrar que no livro “Temas Polêmicos do Século XXI” o autor Dr. Ricardo Di Bernardi, conta um caso de um feto anencéfalo que não foi abortado, mostrando a importância desse período na vida, tanto do Espírito reencarnante, quanto do casal que o recebeu.

Que Deus nos abençoe.

Abraços à todos!

Deixe seu comentário: