QUER RECEBER NOSSAS NOTÍCIAS EXCLUSIVAS?

“Um dos aspectos notáveis da evolução espiritual humana é que todos os doentes da alma se tornam médicos por sua vez.” Bezerra de Menezes

Artigos

Ano Novo diferente: que tal um Planejamento Espiritual?

Enviado em 30 de dezembro de 2016 | No programa: Alma Querida | Escrito por Dora Martins | Publicado por Juliana Chagas

Planejamento é o ato ou efeito de planejar, criar um plano para aperfeiçoar o alcance de um determinado objetivo. Está Homem de costas, no último degrau de escada, com céu ao fundorelacionado com a preparação, organização e estruturação. É essencial nas tomadas de decisões e execuções das tarefas. Planejamentos mais comuns: estratégico, familiar, escolar, econômico e financeiro. São divulgados em artigos, palestras motivacionais, programas de TV, redes sociais, livros de autoajuda, etc. São muito úteis.

E o planejamento espiritual? Este é mais raro encontrar. Será porque seu objetivo é diferente dos demais? Cremos que fazem parte dele. Então, qual a razão deste convite ser pouco frequente? Muitas vezes colocado em segundo plano, ou plano nenhum. Talvez depois da dieta; da viagem; do carro; às vezes perde até para o Smarthfone. Quando não, fica acomodado em jargões publicitários do tipo: “este ano vai ser diferente… ame mais…viva mais…”. Como adotamos a máxima: “De tudo dai graça” – já é alguma coisa.

Agora, vamos relembrar um “detalhe”: já fizemos nosso Planejamento Espiritual! Isso mesmo! Há mais de 25, 30, 40 ou 70 anos, depende quando você renasceu para esta rica experiência. Isso falando do último, pois “só Deus sabe” quantos planos já foram estruturados com o nosso aval. Pois é, nosso planejamento já foi elaborado no mesmo plano para o qual estamos buscando nos preparar.

Lembrou agora de seu planejamento? Não? Porém tenha certeza que o esquecimento não é total. Sabe por quê? Porque está registrado em nossa memória inconsciente, arquivada no perispírito, e “vira e mexe” ele surge como um sopro intuitivo. Quer um exemplo? Sabe quando você tomou uma atitude e não se sentiu bem? Provavelmente esta ação não estava prevista em seu planejamento.

É claro que foi traçado uma base mestra, e as etapas ficaram para nós executarmos. O contrário seria paradoxal, uma vez que o processo evolutivo conta com o instrumento divino de nosso livre arbítrio. Portanto, dentro de um contexto maior, não estamos tratando de Planejamento Espiritual, e sim de execução do que já fizemos, e que está latente dentro de nós. Por exemplo: aposto que no seu planejamento, ou melhor, no nosso, tinha o desapego.

Neste quesito temos certeza que conseguimos atingir: doamos as roupas, principalmente as que não servem mais…mas garantimos que estavam novinhas ! Estamos em pleno exercício de desapego. Até do filho! Prova disso é que não dormimos, mas deixamo-lo sair; do marido, que pedimos divórcio para não piorar a situação; e de alguns brinquedos caros deste planetário de diversão – mas não em razão de nosso forte padrão econômico, é porque não quisemos mesmo! Vão dizer que isso não é prova de desapego? (sic).

Para dar uma “forcinha”, achamos melhor trazer uma lista de 12 itens para reflexão, um para cada mês – quem conseguir pode exercitar todos de uma vez. A maioria é familiar! Está em ordem aleatória, cada um enumere segundo o botão da consciência tocar:

1º- PACIÊNCIA: tenha calma para pagar sua dívida pouco a pouco, pois não seria capaz de zerar toda a conta de uma vez;

2º- CULPA: exclua da memória este sentimento quando algo não dependeu de você; e inclua reflexionar quando poderia ter feito;

3º- ERROS: assuma-os; é inteligente e sábio admiti-los. Os orgulhosos sofrem mais do que os humildes;

4º- MENTIRA: nem pense em usá-la! Ela não existe. Somos filmados o tempo todo. Mesmo sendo protagonistas, não pagaríamos ingresso para assistir nosso filme, mas teremos que sentar na poltrona da sessão de autoavaliação.

5º- SOLIDÃO: Quando estiver só, não se engane: jamais isso acontece;

6º-INVEJA: para quê investir em pó? Só o que te pertence trará rendimentos libertadores.

7º- SENTIMENTOS: melhore-os, são seus. Pensamentos: eleva-os, pois embora sejam seus, não pode controlar seu acesso. Se não conseguir, tente pelo comportamento. E se ainda assim não alcançar êxito, espera a conta para o próximo planejamento;

8º- SONO E SONHOS: valorize-os, eles são as respostas da vida que está levando;

9º- LIBERDADE: quer conquistar? O caminho é a resignação. Os que não aceitam, são encarcerados;

10º- GRATIDÃO: agradeça o chão que pisa, mesmo levando escorregões que o fizeram cair – afinal foi ele que sustentou seu corpo;

11º- CARIDADE: ame ao próximo para amar a Deus; fora disso, como diria os mais jovens: “é papo furado”!

12º- AMOR: faça tudo com amor, mesmo sem desejo, até virar vontade. Ele está no topo do organograma de todo Planejamento Espiritual.

Faltou algum item? Não se preocupe, haverá novos planejamentos pela frente. A estrada é longa, e o destino é certo: a felicidade – que não é deste mundo, mas podemos sentir um pouquinho quando praticamos parte de nosso Projeto Evolutivo.

FELIZ VIRADA DE CALENDÁRIO! E lindos resultados de seu planejamento em 2.017, 2.018; 2.050; 2..200; 2.400; 2.600…

 

Foto ilustrativa: freepik.com

Deixe seu comentário: