QUER RECEBER NOSSAS NOTÍCIAS EXCLUSIVAS?

“A caridade dos Céus é fonte que não se esgota.” Auta de Souza

Atualidades

Amai os vossos inimigos

Enviado em 10 de novembro de 2017 | Publicado por Rádio Boa Nova

casal se abraçando“Aprendestes que foi dito: “Amareis o vosso próximo e odiareis os vossos inimigos.” Eu, porém, vos digo: “Amai os vossos inimigos; fazei o bem aos que vos odeiam e orai pelos que vos perseguem e caluniam, a fim de serdes filhos do vosso Pai que está nos céus e que faz se levante o Sol para os bons e para os maus e que chova sobre os justos e os injustos. Porque, se só amardes os que vos amam, qual será a vossa recompensa? Não procedem assim também os publicanos? Se apenas os vossos irmãos saudardes, que é o que com isso fazeis mais do que os outros? Não fazem outro tanto os pagãos?” (Mateus, 5:43 a 47.)”

Neste trecho do capítulo XII, do livro O Evangelho Segundo o Espiritismo, aprendemos que o amor é uma das maiores virtudes. Quando se fala de “Amai os vosso inimigos”, não entenda que é preciso amá-lo como você ama seus espíritos afins, por exemplo, familiares e amigos.

De acordo com Alexandre Caldini, no programa Interpretando a Vida, em nosso atual estágio de evolução é impossível amar os inimigos da mesma maneira que amamos os mais próximos, porém, a partir do momento em que você passa a tratá-lo com respeito e não sacanea-lo você já está amando.

E ainda, é possível entender o inimigo como aquela pessoa que não te faz bem, seja por meio de atitudes ou palavras e ele pode estar perto de você, por exemplo, um colega de trabalho que tem inveja de você e deseja o seu mal.

Já neste trecho “a vingança constitui indício certo do estado de atraso dos homens que a ela se dão e dos Espíritos que as inspirem…”  

Conclui-se que o ressentimento, o orgulho e o egoísmo gera o desejo de vingança, o que torna um retrocesso da existência.

A vingança faz com que os espíritos levem esse mal através de encarnações. Os espíritos desencarnados desejam a vingança e também não aceitam a ajuda da espiritualidade, por isso, acaba ficando obsessor daquele que deseja se vingar.

E é possível evitar o mal, energias negativas e a violência, por meio do perdão, da paciência, não se sentindo ameaçado por um inimigo que pode receber o amor do próximo com boas energias, além de poder se desprender do orgulho e do egoísmo.

Saiba mais sobre o assunto:

Parte I

Parte II

Parte III

Parte IV


Fonte: TV Mundo Maior

 

Por Juliana Chagas 

Jornalista e produtora da Rádio Boa Nova

 

Deixe seu comentário: