QUER RECEBER NOSSAS NOTÍCIAS EXCLUSIVAS?

“Mediunidade é a faculdade humana, natural qual se estabelecem as relações entre homens e espíritos.” Centenário de J. Herculano Pires

Atualidades

Como eliminar o rancor?

Enviado em 26 de setembro de 2017 | Publicado por Rádio Boa Nova

O rancor é uma emoção | sentimento negativo que faz com que as pessoas se lembrem de uma situação que as magoou profundamente. Essa mágoa, faz com elas queiram devolver de algum modo a dor que lhe foi causada. Allan Kardec, em O Livro dos Espíritos, fala sobre o que é necessário ao homem.

“Sabemos que a necessidade é tudo aquilo que é indispensável ao homem, em todos os sentidos: moral, físico, intelectual, social, etc. […] nós, seres humanos, criamos tantas outras necessidades que, na verdade, são desejos e caprichos pós-modernos dos quais não queremos abrir mão e com os quais nos relacionamos, muitas vezes, de forma doentia e desequilibrada. Cultivar a raiva seria mais um exemplo desses aspectos.”

Com isso, ser rancoroso não leva a lugar nenhum, pelo contrário, traz infelicidade e sofrimento. Joanna de Ângelis, diz que quem guarda rancor, coleciona lixo e termina muitas vezes doente.

“Quem guarda rancor, coleciona lixo moral e, consequentemente, termina enfermando. O mal que te façam, não deve merecer o teu sacrifício. Se alguém deseja ver-te infeliz, age de forma contrária, vivendo com alegria. Se outrem planeja perturbar-te, insiste na posição de harmonia. Se aquele que se tornou teu adversário trabalha pela tua desdita, continua em paz. Para quem procura infelicitar os outros, a maior dor é vê-los imperturbáveis. Sê inteligente e não te desgastes à toa.”

E ainda, o rancor pode ser espiritual?

No quadro Boletim, da TV Mundo Maior, Paulo Henrique de Figueiredo disse que a alma possui características diferentes de um corpo físico

“A raiva, o medo, o prazer, a dor, são emoções do ser encarnado, ou seja, do corpo físico. O rancor não é de origem espiritual. O perispírito está relacionado com o que você pensa e sente, Mas estes são sentimentos puros (não emoções). O ser humano, muitas vezes, abusa das emoções e ao se deparar com algo que não gosta, não se conforma”.

O rancor não leva a lugar nenhum, já que nos sentimos mal e a pessoa que nos magoou provavelmente está feliz e não se sente culpada. Com isso, como eliminar o rancor?

  • Conversar para aliviar-se: Tire um tempo para desabafar, faça isso conversando com alguém. Fale tudo o que pensa, a sua opinião.
  • Concentração: ao desabafar não volte atrás, já que você falou para colocar tudo para fora.
  • Aceitação: quando aceitamos o acontecido significa que nos desprendemos do rancor, do ódio. As coisas não podem ser mudados, concentre- se na aprendizagem que foi obtida com a situação.
  • Paz interior: adquira novos hábitos que ajudam a relaxar e siga em frente com os projetos, hobbies e desejos.

O comunicador Paulo Henrique de Figueiredo disse que podemos fazer boas escolhas, como não nos deixar levar por essas emoções. Ele disse ainda que, só existe uma forma de mudar esta conduta.

“A pessoa deve se conscientizar de que ela é a causa desse comportamento.”

Fontes: A Mente é Maravilhosa | Verdade e Luz

 

Por Juliana Chagas 

Jornalista e produtora da Rádio Boa Nova

Deixe seu comentário: