QUER RECEBER NOSSAS NOTÍCIAS EXCLUSIVAS?

“Mediunidade é a faculdade humana, natural qual se estabelecem as relações entre homens e espíritos.” Centenário de J. Herculano Pires

Atualidades

Pensamentos positivos: 20 minutos de treinamento mental ajudam na reforma íntima

Enviado em 14 de novembro de 2017 | Publicado por Rádio Boa Nova

O pensamento é tudo. É com ele que demonstramos ser o que somos e onde o homem adquire liberdade sem limites ou entraves. Pode-se impedir a sua manifestação, mas não aniquilá-lo, porque somos encarnados.

Existem dois padrões de pensamentos: os positivos e os negativos. Segundo o psiquiatra e palestrante espírita, Aldeniz Leite, a viciação mental nos pensamentos negativos pode seguir por anos e talvez décadas.

Para interromper o ciclo de desgaste mental, é necessário adquirir hábitos mais saudáveis. Leite comparou os nossos pensamentos ao preparo de um café.

Ao produzi-lo precisamos de uma cafeteira, em seguida, introduzimos o coador e o filtro nele. O espaço dentro do coador é a energia pensante. Já o filtro, significa o perispírito e a cafeteira, o corpo. O café realizado neste aparato representa os nossos pensamentos.

Nosso perispírito (filtro) estará sempre impregnado com a substância do café. Desta forma, vemos o quanto o pensamento pode estar “viciado” ou impregnado com os detritos de experiências anteriores. Leite recomenda dois exercícios para ajustar os pensamentos nas energias positivas.

Comece praticando reflexões consigo mesmo referentes aos acontecimentos do dia. Separe 20 minutos para pensar sobre coisas que podem ter lhe aborrecido. Assim, pontue o que te atingiu. Em seguida, como se sentiu em relação a isso e o que pensou da situação. “O que você pensou, motivou seu comportamento”, complementa Leite.

O segundo exercício compõe na técnica chamada “como se”. Ou seja, viva como se você quisesse ser feliz. Acredite que você pode sorrir mais, trabalhar melhor e haja assim.

QUAIS AS CONSEQUÊNCIAS DOS PENSAMENTOS POSITIVOS E NEGATIVOS?

Somos responsáveis pelo que pensamos e nos tornamos aquilo que cremos. Deus conhece-os em sua infinita sabedoria, cabendo a nós direcioná-lo para a positividade. Neste contexto, surge uma pergunta importante: qual será o impacto dessas reflexões no corpo?

Pesquisas feitas pela Stanford University (EUA) já revelaram o seguinte: ser otimista reduz o estresse, aumenta a autoconfiança e faz bem à saúde. O otimismo beneficia o funcionamento do sistema de imunidade e induz as pessoas a estar no caminho certo. Já pensamento negativo produz no corpo doenças como a síndrome do pânico e outros transtornos mentais.

De acordo com pesquisa realizada pela Organização Mundial da Saúde (OMS), em 2017, 9,3% dos brasileiros têm algum transtorno de ansiedade e a depressão afeta 5,8% da população. Está mais do que provado que as emoções geram no organismo reações fisiológicas.

INCONSCIENTE

No entanto, existem alguns agravantes que podem afetar os nossos pensamentos sem nos darmos conta disso. São as reflexões inconscientes. Quem já não se pegou replicando ou repetindo comportamentos que prometemos deixar para trás?

Essas ações, organizadas na mente de modo não consciente, podem ser explicados por meio de situações que passamos quando bebês, por exemplo. Por não lembrarmos de forma consistente, eles ficam incubados no nosso inconsciente. Quem fez essa descoberta há 120 anos foi o psicanalista, Sigmund Freud.

Desta forma, podemos ter relações incríveis no trabalho, com a família, mas se houver um desconforto, sem uma explicação aparente, pode significar algum problema no seu inconsciente. Por exemplo, no íntimo, você tem a ideia de que “as pessoas não são confiáveis”, e que “não deve falar com estranhos”, entre outras crenças limitantes. Isso pode ocasionar inseguranças e preocupações desnecessárias em você.

Por isso é importante termos consciência desses acontecimentos que podem ter nos marcado numa certa fase da vida. Se pergunte quais as ferramentas que tens para mudar essas atitudes? Somente desta forma podemos nos libertar desses comportamentos não saudáveis.

INFLUÊNCIAS ESPIRITUAIS

Devemos saber que somos responsáveis pelos nossos pensamentos, porém, ele pode ser influenciado por espíritos infelizes que querem tentar nos atingir no campo mental. O controle das influências espirituais pode ser feito da seguinte maneira: com a prece, o passe, a água fluidificada, o estudo do Evangelho no lar, a assistência espiritual (atendimento de Espíritos perseguidores nas reuniões mediúnicas).

Podemos acrescentar também o apoio médico (psiquiatria) e medicação especializados. Além disso, peça também a assistência familiar e de amigos.

Fontes: Jesus e o Logos, Feb net, Revista Galileu, Estadão, Jornal Zero Hora e o Livro dos Espíritos.

 

Leticia Lopes, 26, é jornalista guarulhense formada pela Faculdade Anhanguera e colaboradora da Rádio Boa Nova e TV Mundo Maior. Já assinou matérias em jornais locais e atuou como assessora de comunicação. É apaixonada pelo mundo espiritual e por recursos que estimulam o autoconhecimento.

 

Para conferir o programa com o psiquiatra e palestrante espírita, Aldeniz Leite, assista:


 

Deixe seu comentário: