QUER RECEBER NOSSAS NOTÍCIAS EXCLUSIVAS?

“A caridade dos Céus é fonte que não se esgota.” Auta de Souza

Atualidades

Quem não se ama, não ama ninguém

Enviado em 10 de novembro de 2017 | Publicado por Rádio Boa Nova

A filosofia de Jesus Cristo sempre nos mostrou que o amor deve ser abnegado, benevolente e complacente. Esse sentimento se resume na frase bíblica: “Amar a Deus acima de todas as coisas e ao teu próximo como a ti mesmo”.

Isso quer dizer que esse amor deve ser direcionado, primeiramente a Deus, e prossegue aos nossos irmãos, espíritos em elevação num mundo de provas e expiações.

Com o mundo atribulado que vivemos, o “amor negócio” está se enraizando nas pessoas. Esse tipo de amor consiste em amar somente se você for amado.

Desta forma, o sentimento vira apenas um jogo de interesses. O que ocorre geralmente é a paixão desenfreada, o desejo, mas não o amor.

Os seguintes mandamentos de Deus, descritos na bíblia, mostram a importância do autoamor, pois se eu não amo a mim mesmo – que me conheço – como posso amar uma pessoa desconhecida?

Quando amamos alguém de verdade, não projetamos a nossa imagem frustrada nas pessoas. Sejam elas filhos, parentes, amigos, quem quer que seja. O chamado amor incondicional acontece quando não nos incomodamos com os defeitos de outrem, porque conhecemos os nossos próprios limites e compreendemos os do outro.

Uma música da banda Ultraje a Rigor diz o quanto o autoamor nos mostra a possibilidade de amar alguém em plenitude quando esse amor já está enraizado em nós. “Agora eu tenho uma razão pra viver. Agora eu posso até gostar de você. Completamente eu vou poder me entregar. É bem melhor você sabendo se amar”.

O autoconhecimento é a chave para conquistar o amor-próprio. Para iniciar o ciclo do bem, comece se aceitando. Com suas qualidades e defeitos. Infelizmente, as pessoas querem que você supra as expectativas delas, mas não caia nessa armadilha. Quem não lhe estima é que está perdendo.

Você nasceu assim e é um espírito em constante evolução. Se perdoe. Sendo assim, erramos, mas podemos começar novamente, se renovando e se reerguendo, como uma fênix pronta para viver plena. “O amor é bom para quem ama e não para quem é amado”, disse o médium Divaldo Franco.

“Quando a gente ama, tem adrenalina, mas se quisermos ser amados, é psicologicamente infantil”, complementou Franco.

Tente amar sem pedir nada em troca. Temos uma longa caminhada pela frente, mas não desista diante de quem não se mostrar grato para o seu sentimento. Ame novamente. Essa atitude lhe fará uma pessoa mais feliz. Tenha certeza.

Fontes: Mensagem espírita. 

 

Leticia Lopes, 26, é jornalista guarulhense formada pela Faculdade Anhanguera e colaboradora da Rádio Boa Nova e TV Mundo Maior. Já assinou matérias em jornais locais e atuou como assessora de comunicação. É apaixonada pelo mundo espiritual e por recursos que estimulam o autoconhecimento.

 

Para saber mais sobre o assunto, assista:


 

Deixe seu comentário: