QUER RECEBER NOSSAS NOTÍCIAS EXCLUSIVAS?

“Um dos aspectos notáveis da evolução espiritual humana é que todos os doentes da alma se tornam médicos por sua vez.” Bezerra de Menezes

Artigos

Carinho dos Ouvintes

Enviado em 31 de julho de 2014 | No programa: | Escrito por Vanessa Cavalcanti | Publicado por Rádio Boa Nova

Esta semana você confere os depoimentos das ouvintes Cláudia de Jesus Cerqueira e Patrícia Vogel.

Também temos uma saborosa dica de receita, uma linda mensagem e poesia espíritas.

Participe também! Envie a suas dicas e depoimentos para: ouvinte@radioboanova.com.br

Depoimentos

Claudia de Jesus Cerqueira: Deus abençoe essa rádio. Acabou de tirar uma grande dúvida, e me deu uma enorme orientação, abraços fiquem com Jesus.

 

Patrícia Vogel: Quero deixar meu abraço a todos da rádio e dizer que sou ouvinte recente de vocês pelo Tune in porque estou há 11 horas na frente do Brasil!!!! Estou amando toda programação e está me ajudando muito a manter meu equilíbrio em pensamentos e ações, revertendo apenas coisas boas pra mim e todos ao meu redor. Adoro as preces e as faço sempre.Obrigada! (Cingapura)

Receita

Chocolate quente

Chocolate Quente Especial

Ingredientes:

1 litro de leite desnatado
1 lata de leite condensado
4 colheres de sopa de chocolate em pó
2 colheres de sopa de amido de milho
Canela em pó para polvilhar

Modo de preparo: 

Bater todos os ingredientes no liquidificador (menos a canela)
Levar ao fogo em temperatura média até o líquido ferver engrossar
Servir em xícaras, polvilhar com canela
Para um sabor especial pode se colocar chantily sobre a xícara de chocolate

Fonte e foto ilustrativa: tudogostoso.com.br

Poesia

Menina correndo com bexigas na mãoRecomecemos

“Ninguém põe remendo de pano novo em vestido velho”. – Jesus (Mateus, 9:16.) 

Não conserves lembranças amargas. 

Viste o sonho desfeito. 

Escutaste a resposta de fel. 

Suportaste a deserção dos que mais amas. 

Fracassaste no empreendimento. 

Colheste abandono. 

Padeceste desilusão. 

Entretanto, recomeçar é benção na Lei de Deus. 

A possibilidade da espiga ressurge na sementeira. 

A água, feita vapor, regressa da nuvem para a riqueza da fonte. 

Torna o calor da primavera, na primavera seguinte. 

Inflama-se o horizonte, cada manhã, com o fulgor do Sol, reformando o valor do dia. 

Janeiro a Janeiro, renova-se o ano, oferecendo novo ciclo ao trabalho. 

É como se tudo estivesse a dizer: “Se quiseres, podes recomeçar”. 

Disse, porém, o Divino Amigo que ninguém aproveita o remendo novo em pano velho. 

Desse modo, desfaze-te do imprestável. 

Desvencilha-te do inútil. 

Esquece os enganos que te assaltaram. 

Deita fora as aflições improfícuas. 

Recomecemos, pois, qualquer esforço com firmeza, lembrando-nos, todavia, de que tudo volta, menos a oportunidade esquecida, que será sempre uma perda real. 

Chico Xavier (médium)

Emmanuel (espírito)

Livro: Palavras de Vida Eterna 

Mensagem

A paz que trago em meu peito

A paz que trago hoje em meu peito é diferente da paz que eu sonhei um dia…

Quando se é jovem ou imaturo, imagina-se que ter paz é poder fazer o que se quer, repousar, ficar em silêncio e jamais enfrentar uma contradição ou uma decepção.

Todavia, o tempo vai nos mostrando que a paz é resultado do entendimento de algumas lições importantes que a vida nos oferece.

A paz está no dinamismo da vida, no trabalho, na esperança, na confiança, na fé…

Ter paz é ter a consciência tranquila, é ter certeza de que se fez o melhor ou, pelo menos, tentou…

Ter paz é assumir responsabilidades e cumpri-las, é ter serenidade nos momentos mais difíceis da vida.

Ter paz é ter ouvidos que ouvem, olhos que veem e boca que diz palavras que constroem.

Ter paz é ter um coração que ama…

Ter paz é brincar com as crianças, voar com os passarinhos, ouvir o riacho que desliza sobre as pedras e embala os ramos verdes que em suas águas se espreguiçam…

Ter paz é não querer que os outros se modifiquem para nos agradar, é respeitar as opiniões contrárias, é esquecer as ofensas.

Ter paz é aprender com os próprios erros, é dizer não quando é não que se quer dizer…

Ter paz é ter coragem de chorar ou de sorrir quando se tem vontade…

É ter forças para voltar atrás, pedir perdão, refazer o caminho, agradecer…

Ter paz é admitir a própria imperfeição e reconhecer os medos, as fraquezas, as carências…

A paz que hoje trago em meu peito é a tranquilidade de aceitar os outros como são e a disposição para mudar as próprias imperfeições.

É a humildade para reconhecer que não sei tudo e aprender até com os insetos…

É a vontade de dividir o pouco que tenho e não me aprisionar ao que não possuo.

É melhorar o que está ao meu alcance, aceitar o que não pode ser mudado e ter lucidez para distinguir uma coisa da outra.

É admitir que nem sempre tenho razão e, mesmo que tenha, não brigar por ela.

A paz que hoje trago em meu peito é a confiança nAquele que criou e governa o Mundo…

A certeza da vida futura e a convicção de que receberei, das Leis soberanas da vida, o que a elas tiver oferecido. 

*   *   * 

Às vezes, para manter a paz que hoje mora em teu peito, é preciso usar um poderoso aliado chamado silêncio.

Lembra-te de usar o silêncio quando ouves palavras infelizes.

Quando alguém está irritado.

Quando a maledicência te procura.

Quando a ofensa te golpeia.

Quando alguém se encoleriza.

Quando a crítica te fere.

Quando escutas uma calúnia.

Quando a ignorância te acusa.

Quando o orgulho te humilha.

Quando a vaidade te provoca.

O silêncio é a gentileza do perdão que se cala e espera o tempo, por isso é uma poderosa ferramenta para construir e manter a paz. 

Redação do Momento Espírita

Enviada pelo ouvinte João Francisco

Deixe seu comentário: