QUER RECEBER NOSSAS NOTÍCIAS EXCLUSIVAS?

“A caridade dos Céus é fonte que não se esgota.” Auta de Souza

Artigos

Mosquito também é filho de Deus

Enviado em 28 de janeiro de 2015 | No programa: Nossos Irmãos Animais | Escrito por | Publicado por Rádio Boa Nova

desodorante-spray-hg-20110825Nesses tempos de dengue e de muito mosquito, a solução encontrada pela maioria das famílias é usar inseticida. Alguns produtos fazem propaganda dizendo que não fazem mal, que são à base de água e de plantas. Mas é muito difícil existir um produto que seja 100% seguro e sem riscos.

É preciso cuidados especiais com o uso de inseticidas de qualquer tipo, mesmo os de uso domésticos, ou seja, aqueles que podem ser aplicados por qualquer pessoa, dispensando-se um profissional devidamente treinado. Humanos e animais podem se intoxicar com esses produtos. Principalmente pessoas com alergias, crianças novas, grávidas e animais são muito sensíveis a esses venenos e podem se intoxicar.

De todos os tipos de animais, as aves são as mais afetadas. Mesmo em pequenas concentrações esses produtos podem agredir as vias respiratórias, causando irritação e inflamação.

Em casos mais graves podem ocorrer intoxicação que leva a alterações variadas, desde vômitos, diarreia até sintomas mais drásticos como convulsão, descoordenação e as vezes até a morte.

Assim evite usar esses venenos perto dos animais, retire-os do ambiente e mantenham um bom tempo longe. Tomem cuidado na hora da aplicação para que não contaminem potes de água e comida. Em caso de dúvida é melhor lavar e enxaguar produtos e o ambiente para retirar o veneno.

Para minimizar os riscos recomendamos que utilizem repelentes e produtos naturais. Velas, incensos, e óleos a base de citronela, arruda e erva cidreira geralmente dão um bom resultado. Podemos também usar aquelas pulseira repelentes que prometem 120 horas de tranquilidade, mas devemos tomar cuidado para as crianças e os animais não colocarem na boca ou terem contato com os olhos. Repelentes sonoros são muito uteis para ambientes pequenos e espantam mosquitos, moscas, baratas e ratos.

Outro fator importante é evitarmos que se mantenham condições para reprodução e manutenção desses animais. Evitar lixo e entulhos acumulados, poças de água parada e restos de comidas já ajudam bastante a diminuir a proliferação desses insetos.

Afinal é muito mais caridoso e ético evitar e repelir insetos e mosquitos do que assassina-los!

Caso haja suspeita de intoxicações, no caso dos humanos, deve-se procurar imediatamente um posto de saúde ou centro de intoxicações, e no caso dos animais um veterinário. Devemos sempre levar a embalagem do produto para que o médico possa diagnosticar corretamente o acidentado.

Deixe seu comentário: