QUER RECEBER NOSSAS NOTÍCIAS EXCLUSIVAS?

“A caridade dos Céus é fonte que não se esgota.” Auta de Souza

Editorial

Caso de Shanti Devi: uma prova da reencarnação

Enviado em 13 de setembro de 2017 | Publicado por Rádio Boa Nova

Shanti ainda criança

A reencarnação é um dos conceitos mais conhecidos no espiritismo. Segundo “O Livro dos Espíritos”, do codificador da doutrina espírita, Allan Kardec, a alma que não atingiu a perfeição durante a vida corpórea se submete à prova de uma nova existência até se tornar um espírito puro.

Embora muitas pessoas admitam que se recordem de vidas passadas – segundo um estudo recente do instituto ProSer, metade dos brasileiros relatam acreditar na reencarnação da alma – apenas uma conseguiu descrever e, além disso, despertar interesse das pessoas sobre sua existência anterior.

Shanti Devi, nasceu em Delhi, na Índia, em 11 de dezembro de 1926, e desencarnou em 27 de dezembro de 1987.  Com apenas quatro anos, ela contava aos parentes, com muita certeza, que seu verdadeiro nome era Ludgi, que era casada, morava em Mathura, na Índia, e tinha um filho. Seu caso ficou tão conhecido pela mídia que, na época, foi investigado pelo grupo de confiança de Mahatma Gandhi.

A princípio, seus pais não deram muita atenção aos seus relatos precisos em detalhes. Eles pensavam que a garota estava repetindo alguma história que ouviu de outras pessoas. Shanti ficou tão revoltada com a descrença dos parentes que chegou a fugir de casa rumo a Mathura para provar que dizia a verdade.

Shanti disse a um tio-avô que o nome do seu marido era Kedar Nath e ele era um comerciante. Ela também relatou que desencarnou 10 dias após ter tido o filho de Kedar. Percebendo o sotaque da cidade de Mathura na voz dela, ele resolveu investigar o caso. Com as informações em mãos, logo mandou um carta ao endereço que a garota indicou, para comprovar a veracidade da história.

Kedar logo respondeu ao ofício dizendo que ele tinha sido casado com uma mulher chamada Lugdi Devi, há nove anos atrás, que tinha morrido no parto de seu filho.  O tio-avô – dizendo ser irmão de Shandi – convidou o homem para vir a Delhi. O suposto esposo foi até o local e trouxe seu filho. Quando Shanti os viu, os reconheceu imediatamente. Ela até conseguiu lembrar de alguns fatos relacionados à sua vida anterior, o que convenceu Kedar Nath de que essa criança era realmente a reencarnação de sua esposa.

Shanti já na idade adulta

Shanti Devi viveu com sua família e nunca se casou até retornar à pátria espiritual. Durante toda a jornada terrestre, ela deu muitas entrevistas que falaram sobre suas experiências antes de sua “morte” como Lugdi Devi. Muitos cientistas, fascinados por sua história, na época, também a estudaram para tentar entender esse mistério.

Diversas pessoas alegaram que a maioria das notícias que descreviam sua história eram anedóticas e não podiam ser verificadas. No entanto, ninguém realmente conseguiu refutar o relato da garota. Se foi alimentado por superstição ou fato, a história de Shanti Devi continua sendo uma das mais fascinantes do renascimento.

Fontes: O Livro dos Espíritos e Telangana Today.

Leticia Lopes, 26, é jornalista guarulhense formada pela Faculdade Anhanguera e colaboradora da Rádio Boa Nova e TV Mundo Maior. Já assinou matérias em jornais locais e atuou como assessora de comunicação. Nas horas vagas, gosta de ler romances e revistas de jornalismo literário. Não dispensa uma boa pizza e a companhia dos amigos. É apaixonada pelo mundo espiritual e por recursos que estimulam o autoconhecimento.

 

 

 

 

Deixe seu comentário: