QUER RECEBER NOSSAS NOTÍCIAS EXCLUSIVAS?

“Uma mágoa não é motivo para outra mágoa. Só o riso, o amor e o prazer merecem revanche.” Chico Xavier

Editorial

Cyberbullying e as ameaças digitais

Enviado em 13 de novembro de 2016 | Publicado por Juliana Chagas

Menino sofrendo bullyingTodo mundo já recebeu uma foto constrangedora e compartilhou com amigos sem pensar, ou já participou de jogos onlines e praticou desafios muitas vezes perigosos, que pode levar ao suicídio.

Muitas vezes por trás dessas brincadeiras existe um comportamento social perverso, e quando os envolvidos são crianças e adolescente o problema é ainda maior, por exemplo, no mês de outubro um garoto de 13 anos se asfixiou e morreu depois de participar do chamado “choking games” ou jogo da asfixia.

Este jogo é classificado por estudiosos como um game de não – oxigenação, ou seja, é uma prática que consiste em cortar a passagem de ar para o cérebro.

A psicóloga Fabiana Vasconcelos, do Instituto Dimicuida, em entrevista ao site globo.com, disse que muitos participam deste jogo para serem aceitos em grupos, porém a curiosidade é um fator determinante. Fabiana afirmou também que muitos adolescentes utilizam o Whatsapp para disseminar está prática.

Essas novas tecnologias acabam provocando bullying e cyberbullying, onde vários estudos relacionam estes problemas com a baixa habilidade social, ou seja, com a imaturidade emocional.

E esta falta de maturidade acaba gerando agressões mais fortes, já que a web apresenta agilidade e alcance para caluniar qualquer pessoa, além poder ser escondido.

A professora da Unisinos, Angela Marin, disse em entrevista a Sociedade Brasileira de Pediatria que quando o bullying é feito na infância, ele pode agravar problemas que já existem ou ainda causar novos, por exemplo, dificuldade de aprendizagem e transtornos psicológicos.

Como solução, a psicóloga apontou que é preciso se colocar no lugar do outro e entender as consequências e que a escola e a família tem um papel fundamental já que é preciso ter dialogo.

Praticar bullying e cyberbullying é crime. A legislação brasileira prevê pena de até dois anos de prisão, dependendo do crime praticado na internet.

Todos nós somos responsável por essas ações a partir do momento que julgamos o outro, quando opinamos de modo pejorativo, desrespeitamos o jeito de ser dos outros. Por isso, o problema só irá melhorar quando mudarmos a nossa postura.

Fonte Imagens: freeimages.com

Deixe seu comentário: