QUER RECEBER NOSSAS NOTÍCIAS EXCLUSIVAS?

“Um dos aspectos notáveis da evolução espiritual humana é que todos os doentes da alma se tornam médicos por sua vez.” Bezerra de Menezes

Editorial

A importância dos animais na recuperação dos pacientes

Enviado em 6 de julho de 2017 | Publicado por Eliete Ribeiro

Existem animais no mundo espiritual?Quantas pessoas atualmente não tem como única companhia um animalzinho de estimação? E quanta alegria esses bichinhos trazem para os lares? Eles têm o poder de transformar um ambiente tenso e um local leve, não digo tranquilo, por que a sua casa nunca mais será a mesma. Eles bagunçam tudo, mordem, comem sapatos, sofás, latem incessantemente, fazem xixi em todos os cantos da casa, alguns até em cima da cama, do sofá. Mas vale muito a pena a companhia deles. Eles são muito fiéis, carinhosos, e porque não dizer nossos confidentes. Não importa o animal, seja um cachorro, um gato, um papagaio, um passarinho, coelho, tartaruga. Eles são excelentes companhias.

Recentemente, acompanhamos a informação que um Cão tirou dono do coma. Andy Szasz teve um ataque de pneumonia em dezembro, começou a respirar por aparelhos e foi para a U.T.I. do hospital de Southampton, na Inglaterra. Os médicos deram medicamentos e colocaram Andy em coma induzido para fazer o tratamento. O paciente deveria acordar uma semana após o tratamento, mas a esposa de Andy, Estelle, levou Teddy ao hospital para ver o dono dormindo.

Depois de ouvir o latido de seu companheiro peludo, Andy acordou – três dias antes do esperado. E esta não foi a primeira vez que o cachorro salvou Andy Szasz. Teddy, uma mistura de schnauzer-caniche de 4 anos, foi adotado meses antes de Andy ser diagnosticado com câncer de intestino. Andy Szasz acredita que sua sobrevivência ao câncer se deve à forte amizade com Teddy.

E esse é um dos exemplos da importância que os animais exercem na recuperação dos pacientes.

Em O Livro dos Espíritos Allan Kardec destaca o seguinte:

“Se compararmos o homem e o animais em relação à inteligência, parece difícil estabelecer a linha de demarcação, porque certos animais têm, nesse terreno, notória superioridade sobre certos homens. Essa linha de demarcação pode ser estabelecida de maneira precisa?
-Sobre esse assunto os vossos filósofos não estão muito de acordo. Uns querem que o homem seja um animal, e outros que o animal seja um homem. Estão todos errados. O homem é um ser à parte, que desce às vezes muito baixo ou que pode elevar-se muito alto. No físico o homem é como os animais e menos provido que muito dentre eles; a Natureza lhe deu tudo aquilo que o homem é obrigado a inventar com a sua inteligência para prover às suas necessidades e à sua conservação. Seu corpo se destrói como o dos animais, isto é certo, mas o seu Espírito tem um destino que só ele pode compreender, porque só ele é completamente livre. Pobres homens, que vos rebaixais mais do que os brutos! Não sabeis distinguir-vos deles? Reconhecei o homem pelo pensamento de Deus”.

Os animais têm o poder de melhorar o nosso estado de humor. Ajudam também às pessoas que sofrem de depressão. O carinho dos bichinhos é tão sincero que o simples ato de acariciá-lo é um ato calmante e o fato de ter de cuidar deles, muda o foco dos problemas de quem sofre de depressão.

Eles fazem bem ao coração. Pois eles ajudam a manter uma pressão arterial equilibrada.

As crianças que convivem com animais ficam mais imunes a alergias e a asma.
E até com relação a obesidade, porque o simples fato dos donos passearem com seus bichinhos de estimação, é um excelente exercício físico capaz de fazer maravilhas ao bem-estar, tanto físico como emocional.

A socialização é muito comum. Porque dificilmente quando você sai com seu cãozinho para passear, com absoluta certeza, alguém vai parar e conversar para falar sobre o bichinho ou qualquer outro assunto.

Com relação aos animais de grande porte, eles auxiliam crianças com altismo, com alguma deficiência, acaba sendo a melhor fisioterapia para os pacientes. Pois no momento de montar a cavalo, ele vai ajudar e influenciar em toda a musculatura.

E são incontáveis os benefícios oferecidos pelos animaizinhos. Vamos amá-los de forma incondicional.

“Com o despertar dessa nova consciência que desponta com a nova era e com o novo milênio, as pessoas já estão mais bem preparadas para aceitar e reconhecer nos animais a sua própria imagem. Eles são nossos irmãos caçulas, por isso cabe a nós a responsabilidade do bom exemplo”. (FRANCESCO VITA, Todos os Animais Merecem o Céu, obra de Marcel Benedeti)

Deixe seu comentário: