QUER RECEBER NOSSAS NOTÍCIAS EXCLUSIVAS?

“Frase da semana: Nos momentos de crise, não te abatas… Escuta. Por nada te revoltes, nem te amedrontes…Ora.” Chico Xavier

Editorial

Maquiagem verde induz consumidor ao erro

Enviado em 10 de maio de 2016 | Publicado por Elen Alarça

Maquiagem VerdeA Conscientização Ambiental e a Sustentabilidade do Planeta são assuntos que deveriam ganhar destaque, mas não só na fala e sim em ações. Os problemas ambientais cresceram muito nos últimos anos e os consumidores estão em busca de produtos ecologicamente corretos.

Muitas empresas e organizações utilizam o apelo ecológico para ganhar credibilidade, passando a ideia de que se importam com o meio ambiente, mas será que de fato se importam?

O fenômeno conhecido como “Maquiagem Verde” ou “Greenwashing” vem ganhando destaque e se intitula as fraudes encontradas em embalagens de diversos produtos, que utilizam uma qualidade ou descrição que não corresponde à verdade, induzindo o consumidor a escolher o produto por uma informação que não faz sentido.

É sabido que os preços dos produtos “verdes” são mais caros do que os comuns. No Brasil não há uma obrigatoriedade de lei para as autodeclarações ecológicas constarem dos rótulos dos produtos. Entretanto, a Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) possui um programa de rotulagem ambiental baseado nas normas ISO 14.020.

No programa Cidades e Soluções, apresentado e dirigido pelo jornalista André Trigueiro (também comunicador do programa Ação Planeta, pela Rádio Boa Nova) revelou um estudo sobre a “Maquiagem Verde” no Brasil e relata “Os Sete Pecados da Rotulagem Ambiental”.

O primeiro pecado é o do Custo Camuflado que é quando um produto chama a atenção para um benefício ambiental, mas não explica direito como isso foi possível, por exemplo, um papel reciclado que não informa o método utilizado. Por vezes, a reciclagem pode consumir mais água e energia elétrica e causar mais poluição que o papel não reciclado. Confira a pesquisa completa realizada pela empresa Proteste.

A informação é o melhor antídoto para que nós consumidores não nos deixemos levar por apelos e mentiras “verdes”. É preciso registrar tais informações e compartilhar com um número máximo de amigos. O intuito não é o de menosprezar determinadas marcas, mas o de se fazer justiça com o nosso Planeta que clama e precisa urgentemente de medidas para a sua sustentabilidade. Pequenas atitudes devem partir de nossas ações e atos.

Confira a matéria com André Trigueiro, trazendo uma importante mensagem e reflexão sobre o tema:

 

 

Fonte ilustrativa: http://www.lowtoxlife.com/

Deixe seu comentário: