QUER RECEBER NOSSAS NOTÍCIAS EXCLUSIVAS?

“Antes de tudo precisamos entender que nada sabemos. Então, estaremos conscientes de nossa ignorância e capazes de aprender.” Centenário de J. Herculano Pires

Editorial

Mediunidade e seus sinais

Enviado em 19 de junho de 2017 | Publicado por Rádio Boa Nova

Mesa de reunião mediúnicaA mediunidade está presente em todos. E enquanto em alguns ela está inerte, em outros ela é mais aflorada. Foi graças a Allan Kardec junto aos espíritos e a equipe de médiuns, que hoje é possível estar os tipos de mediunidade, além de compreender a utilidade desta ferramente para a evolução moral e espiritual.

Existem muitas pessoas que possuem uma mediunidade apurada, porém não a desenvolvem por medo, insegurança, falta de informação. Por isso, é preciso lembrar que há formas seguras para desenvolvê-la. Como?

Através do estudo, ou seja, dos conhecimentos é possível encontrar métodos leves que fazem com que a pessoa se sinta bema, além de trazer o bem para os outros.

Quais são os sinais da mediunidade?

É a sensibilidade ao extrafísico, ou seja, a capacidade que a alma tem de captar energias de natureza não-física
Como reconhecer os sinais da mediunidade?

Intuição aflorada: é aquela que a pessoa sente que deve ou não deve fazer algo, e depois de feito nota que sua intuição estava correta.

Sonhos reveladores: são sonhos que indicam caminhos, apontam soluções.

Presenças: quando a pessoa enxerga, sente ou pressente a presença de vultos que aparecem e desaparecem.

Coincidências: nota situação que outras pessoas não percebem. As coincidências são chamadas de sincronicidades.
Perdão: tem a facilidade de perdoar

Ambientes | pessoas carregados: quando a pessoa sente que um ambiente está carregado com energias ou pessoas negativas.

Fonte: Espírita Online

 

ju

 

Por Juliana Chagas 

Jornalista e produtora da Rádio Boa Nova

Deixe seu comentário: