QUER RECEBER NOSSAS NOTÍCIAS EXCLUSIVAS?

“Antes de tudo precisamos entender que nada sabemos. Então, estaremos conscientes de nossa ignorância e capazes de aprender.” Centenário de J. Herculano Pires

Editorial

Quais são as funções do perispírito?

Enviado em 10 de outubro de 2017 | Publicado por Rádio Boa Nova

O fundador e ex-presidente da Associação Brasileira dos Magistrados Espíritas, Zalmino Zimmermann, define o perispírito como “o envoltório sutil e perene da alma, que possibilita sua interação com os meios espiritual e físico”.

No “O Livro dos Espíritos” esse envoltório é a uma substância que o espírito produz. Ela é vaporosa para nós; é ele que eleva-se na atmosfera para transportar a alma para onde quiser.

Zimmermann continua sua explanação dizendo que o perispírito possuí densidade, variável de acordo com a evolução do espírito.

Também tem ponderabilidade, podendo ser submetido à medida de peso. Já por meio da penetrabilidade, os espíritos podem atravessar paredes ou qualquer barreira física. Contudo, os espíritos desencarnados ainda muito ligados à matéria podem não conseguir ultrapassar estruturas físicas em decorrência de seu estado mental de baixo potencial vibratório, o que condiciona suas possibilidades, visto que seu perispírito está revestido de matéria mais densa.

Por meio da expansibilidade, que significa a ampliação do campo de sensibilidade do perispírito, é que acontecem diversos processos de percepção mediúnica. O perispírito, em condições de materialização, pode ser tocado, e poderíamos afirmar que ele é dotado de tangibilidade. Esta é uma das formas de manifestação dos Espíritos. O perispírito é perene, está ligada à alma e como esta, não pode ser destruído.

Fontes: Ibbis e O Livro dos Espíritos.

 

Para saber mais sobre o assunto, assista:

Parte 1

 

Parte 2

 

Parte 3

 

Parte 4

Deixe seu comentário: