QUER RECEBER NOSSAS NOTÍCIAS EXCLUSIVAS?

“Um dos aspectos notáveis da evolução espiritual humana é que todos os doentes da alma se tornam médicos por sua vez.” Bezerra de Menezes

Artigos

Ego e Self

Enviado em 29 de novembro de 2013 | No programa: Rádio Revista André Luiz | Escrito por Maria Izilda Netto | Publicado por Rádio Boa Nova

Imagem desfocada de menino olhando para o espelhoEgo e Self.

As pessoas confundem esses termos importantes, pois são usados como sinônimos.

Joanna de Ângelis em suas orientações relacionadas aos aspectos psicológicos do ser humano é influenciada pelas ideias de Carl Gustav Jung. 

Self: O Si mesmo é o centro de toda a personalidade. É dele que emana todo o potencial energético de que a psique dispõe. É o ordenador dos processos psíquicos.

De acordo com Jung “O Si mesmo representa o objetivo do homem inteiro, a saber, a realização de sua totalidade e de sua individualidade”.

O Self verdadeiro vem de dentro para fora e se baseia em escolhas conscientes. Quanto maior o autoconhecimento, mais livre se torna o indivíduo no resgate da sua essência verdadeira. 

Ego: O “ego” é o centro da consciência inferior, diferente do Eu, que é centro superior da consciência. É a soma total dos pensamentos, ideias, sentimentos, lembranças e percepções sensoriais. É a concepção que a pessoa faz de si mesma. 

Para você ter uma idéia do que é o Ego, pergunte a si mesmo como você é. Todas as respostas que vierem à sua mente (sou trabalhador, emotivo, sou isso ou aquilo) estarão falando do Ego. 

No ego estão os mecanismos de defesa, para lidar com as situações da vida, os estresses, as perdas, os problemas, os obstáculos. Esses mecanismos podem ser primitivos ou evoluídos. 

O exemplo de um mecanismo de defesa primitivo é a negação. A pessoa nega a realidade, recusa-se a melhorar ou tomar medidas para resolver os problemas.

Outro mecanismo de defesa primitivo é a projeção, a tendência de culpar os outros e o mundo pelos seus próprios problemas. 

Toda vez que uma pessoa perde o humor, ela está operando em níveis baixos de defesa do ego. O humor primitivo é o sarcasmo, que significa projetar nos outros o seu mal-estar e ainda fazer graça disso. Está, portanto, fora da rota mais saudável de resolução dos problemas. 

Podemos, por outro lado, procurar reforçar os mecanismos de defesa evoluídos, como a sublimação.

O humor evoluído é aquele que vê o lado positivo dos acontecimentos e procura capitalizar aprendizados. 

O ego está contido no self. O self é a própria autoconsciência. O ego é um dos componentes do self. O self é fortalecido quando o ego é modificando

Pessoas com egos doentes, que se utilizam de mecanismos de defesa primitivos, possuem um self frágil. Geralmente são pessoas narcisistas, egoístas, donos da verdade, arrogantes etc…

Pessoas com egos saudáveis, equilibrados possuem um self confiante. Geralmente são pessoas que canalizam suas energias mentais para atividades socialmente aceitas, ou seja, uma força de trabalho criativo, sem necessidade de controlar os outros, sem arroubos, enfim de forma simples, equilibrada, generosa. 

Resumindo, o Ego representa nosso centro decisório pautado nas aspirações puramente pessoais conduzindo-nos sempre pelo campo rasteiro dos interesses imediatos.

O Self, por sua vez, pode ser entendido como a manifestação de nosso Eu superior, que nos capacitará à conquista da transpessoalidade à integração de todos os nossos potenciais que ainda estão por se desenvolver. 

Mas, se em nossas experiências humanas, Ego e Self lutam entre si, modifiquemos o Ego e estaremos nos harmonizando com as leis naturais que nos possibilitam a conquista da felicidade.

Lembramos Paulo de Tarso que afirmava:

“Porque o que eu quero fazer, isso não faço e o que não quero fazer, isso eu faço”. 

O Self é o ser espiritual, essência divina que contém a semente da perfectibilidade e que se desenvolve para chegar à perfeição através das várias personalidades vivenciadas e aprimoradas nas múltiplas existências, ou seja, a cada reencarnação o Espírito cria uma personalidade utilizando-se dos arquivos já existentes no self associado às influências do meio em que estará vivendo.

 

Foto ilustrativa: morguefile.com

Deixe seu comentário: