QUER RECEBER NOSSAS NOTÍCIAS EXCLUSIVAS?

“De nada adianta crer, se sua crença não o faz dar sequer um passo na senda do progresso.” Allan Kardec

Estudo_espirita

Conheça as características dos bons espíritos

Enviado em 6 de dezembro de 2017 | Publicado por Rádio Boa Nova

Os espíritos da segunda ordem, chamados de bons, desejam o bem do próximo. Segundo a questão 107, do “O Livro dos Espíritos”, as qualidades grandiosas que essas almas possuem vieram da elevação do encarnado nas existências anteriores.

Para identificar um bom espírito é necessário ver suas expressões, da sua forma de falar e suas opiniões.

Muitos destes espíritos conquistam a sabedoria como recompensa de suas boas ações, outros adquirem bondade e alguns possuem o dom da ciência. Porém, alguns espíritos podem ter manias, próprias de desencarnados não sublimados.

“De outro modo, seriam Espíritos perfeitos”, esclarece o livro. Os bons espíritos ainda possuem alguns resquícios de matéria. Outra característica dos bons espíritos é a falta de sentimentos como inveja, remorsos, as más paixões – hábitos nocivos – que constituem o tormento dos Espíritos imperfeitos.

“Como Espíritos, suscitam bons pensamentos, desviam os homens da senda do mal, protegem na vida os que se lhes mostram dignos de proteção e neutralizam a influência dos Espíritos imperfeitos sobre aqueles a quem não é grato sofrê-la”.

Nesta passagem, percebemos que os espíritos bons transmitem bons pensamentos a aqueles que os cercam. Ou seja, dão bons conselhos. Mas eles só ajudam aqueles que gostam dos bons pensamentos. Os bons espíritos só podem neutralizar as influências dos maus quando o encarnado não gosta da influência dos malévolos.

“Quando encarnados, são bondosos e benevolentes com os seus semelhantes”. Eles sofrem com os que sofrem, eles são incapazes de fazer alguém que ama se sentir infeliz. Segundo Espírito Miramez, “o Espírito bom é manso por natureza”. Ele nunca usa a sua energia para dizer coisas que possam agredir o seu semelhante, mesmo que esteja com razão.

Além disso, ele silencia para não ferir aqueles que se sentem contrariados em suas ações. Já esqueceu o orgulho e o egoísmo, embora surjam, por vezes, em seu íntimo, dúvidas quanto ao próprio comportamento.

Para ser um espírito bom, requer tempo e muitas vidas. O amadurecimento deste ser é conquistado com a integração do amor puro e sem distinção de cor, pátria ou credo. Conhecemos essas pessoas como santos, gênios, protetores ou guias, que se espalham por todo o universo. Essas pessoas aprenderam a respeitar as pessoas e ajudar, sem pedir nada em troca.

Fontes: Bons Espíritos,O Livro dos Espíritos e Questão 107 comentada.

Para saber mais sobre o assunto, assista:

Deixe seu comentário: