QUER RECEBER NOSSAS NOTÍCIAS EXCLUSIVAS?

“Em matéria de felicidade só se possui aquela que se dá.” Emmanuel

Estudo_espirita

Intuição e Inspiração – Rádio Revista André Luiz

Enviado em 9 de julho de 2018 | Publicado por Rádio Boa Nova

Qual a diferença de Intuição e Inspiração?

Intuição são aqueles pensamentos repentinos que temos em situações do nosso dia a dia. Eles são baseados em conhecimentos e experiências internas que contribuem na tomada de uma decisão rápida, porém consciente.

Esses pressentimentos espontâneos são estudados pela psicologia e pela filosofia. O psiquiatra e psicoterapeuta suíço, Carl Jung, diz a seguinte frase sobre o conhecimento intuitivo:

 “Cada um de nós tem a sabedoria e o conhecimento que necessita em seu próprio interior”

Portanto devemos ter a ciência de que os conhecimentos nos auxiliam em nossas tomadas de decisões, assim como a clareza súbita de determinados assuntos.

Essa intuição é então o conhecimento acumulado em nosso inconsciente, seja desta e de outras existências. Conforme adquirimos mais aprendizados e experiências, apuramos ainda mais nossa intuição.

O filósofo alemão Immanuel Kant, em seu livro Crítica da Razão Pura diz que a faculdade intuitiva é uma sensibilidade a priori, ou seja, conhecimentos prévios na mente sem suposta análise experimental, como a escolha de outro caminho, contrário ao habitual, porém sem nenhuma explicação lógica.

Ele ainda ressalta a seguinte frase:

“Pensamentos sem conteúdos são vazios; intuições sem conceitos são cegas.

A Inspiração é um tipo de comunicação mediúnica que nos auxilia na percepção de ideias e tomada de decisões. Aquela sensação que ouvimos uma voz e a seguimos, ou não, mas é possível ter a percepção que a ideia não é inteiramente sua.

No Livro dos Médiuns os espíritos nos explicam acerca desta mediunidade:

“Toda a pessoa que recebe, seja no estado normal, seja no estado de êxtase, pelo pensamento, comunicações estranhas às suas ideias preconcebidas, pode ser incluído na categoria de médiuns inspirados.”

Em geral esta comunicação é feita por bons espíritos, como nossos espíritos protetores com o propósito de nos auxiliar e aconselhar, e não influenciar em nossa encarnação, como podem fazer espíritos inferiores.

Ainda no Livro dos Médiuns é dito que:

“A inspiração nos vem dos Espíritos que influenciam no bem ou no mal, porém ela é antes daqueles que nos querem bem, e dos quais, frequentemente, por erro, não seguimos os conselhos;”

Com isso pudemos esclarecer as questões acerca da Intuição e Inspiração. Sendo a Intuição os conhecimentos interiores e a Inspiração conselhos externos a suas ideias.

 

Para saber mais sobre o assunto, assista:

Intuição e Inspiração | Rádio Revista André Luiz

 Fontes: super.abrilpensamentoextemporaneo; Imagem ilustrativa retirada de leandroquadros.

Escrito por: Ricardo Guelfi de Souza

Estudante de Jornalismo na Universidade Anhembi Morumbi. Estagiário de Marketing na TV Mundo Maior.

Deixe seu comentário: