QUER RECEBER NOSSAS NOTÍCIAS EXCLUSIVAS?

“Cada pessoa renasce na soma do que já fez.” Emmanuel

Estudo_espirita

O Espiritismo tem inimigos? – Conheça o Auto-de-fé de Barcelona

Enviado em 10 de maio de 2018 | Publicado por Rádio Boa Nova

No período da codificação e consolidação do Espiritismo, Allan Kardec sofreu preconceitos e até mesmo perseguições. Ainda com resquícios da inquisição da Idade Média, Kardec foi atingido pela intolerância religiosa e ambição hegemônica pelo poder sacerdotal.

Esse fato foi escrito pelo Codificador na Revista Espírita de novembro de 1861 e denominado por ele como o Auto-de-Fé de Barcelona. No ocorrido trezentos livros espíritas foram apreendidos na fronteira da França com a Espanha (Confira a lista no final do texto).  

Mesmo pagando todas as taxas alfandegárias, as obras espíritas foram queimadas em ato público na cidade de barcelona com a seguinte justificativa:

“A Igreja católica é universal; e sendo estes livros contrários à fé católica, o governo não pode consentir que venham perverter a moral e a religião de outros países”

Em respostas mediúnicas à Kardec, o Espírito Dollet (um antigo livreiro que viveu no século XVI) ressalta a divulgação do Espiritismo. Ele também critica as perseguições os chamando de “inimigos de Cristo”.  Ao final na comunicação espontânea ele deixa a seguinte mensagem:

“Ficai certos: as fogueiras apagar-se-ão por si mesmas; e se os livros são lançados ao fogo, o pensamento imortal lhes sobrevive.”

 

A intolerância religiosa e o Espiritismo

Infelizmente a intolerância religiosa não atinge apenas o Espiritismo. Na história da humanidade são incontáveis as disputas políticas envolvendo a fé. Mortes e guerras assinadas pelas falsas crenças contrárias às palavras do Mestre Jesus: “Amarás o teu próximo como a ti mesmo.” (Mateus 22:39)  

Porém, muitos ainda não se amam. É possível observar hoje as mais diversas expressões do preconceito e da intolerância religiosa. Independente das crenças de cada indivíduo, todos, sem exceção, merecem respeito e liberdade para praticar a sua fé.

“Bem-aventurados os que sofrem perseguição por amor da justiça, que deles é o Reino dos Céus. Não temais os que matam o corpo, mas que não podem matar a alma.”  (Mateus 5:10 e 10:28)

Jesus disse estas palavras de consolo àqueles que divulgam suas palavras em comunhão com a caridade e o amor ao próximo. E disse também as seguintes, para aqueles espíritos, ainda imperfeitos, que erram, seja por ignorância ou orgulho:

“Pai, perdoa-lhes, porque não sabem o que fazem”

(Lucas 23:34)

 

Confira a listas de obras do Espiritismo queimados no Auto-de-Fé de Barcelona:

  • A Revista Espírita, diretor Allan Kardec;
  • A Revista Espiritualista, diretor Piérard;
  • O Livro dos Espíritos, por Allan Kardec;
  • O Livro dos Médiuns, pelo mesmo;
  • O que é o Espiritismo, pelo mesmo;
  • Fragmentos de sonata ditada pelo Espírito Mozart;
  • Carta de um católico sobre o Espiritismo, pelo Dr. Grand;
  • A História de Joana d’Arc, ditada por ela mesma à Srta. Ermance Dufau ;
  • A realidade dos Espíritos demonstrada pela escrita direta, pelo Barão de Guldenstubbé.

Para saber mais sobre o assunto, assista:

Intolerância religiosa – Filosofando

Parte 1

Parte 2

 

Fontes: Revista Espírita – Novembro de 1861. O Evangelho Segundo o Espiritismo –  Cap, XXVIII – Pelos inimigo do Espiritismo

Escrito por: Ricardo Guelfi de Souza

Estudante de Jornalismo na Universidade Anhembi Morumbi. Estagiário de Marketing na TV Mundo Maior.

Deixe seu comentário: