QUER RECEBER NOSSAS NOTÍCIAS EXCLUSIVAS?

“De nada adianta crer, se sua crença não o faz dar sequer um passo na senda do progresso.” Allan Kardec

Estudo_espirita

Qual é a diferença entre projeção astral e o sonho?

Enviado em 30 de agosto de 2017 | Publicado por Rádio Boa Nova

Cena do filme “Doutor Estranho”, de 2016.

A doutrina espírita comprova que o ser humano não é constituído somente do corpo físico, mas também de alma. Portanto, a ideia do espirito de um encarnado sair do corpo e transitar pelo mundo astral não soa absurda, pois na questão 234 do “O Livro dos Espíritos”, Allan Kardec questiona sobre os universos da pátria espiritual. A resposta mostra que existem diferentes categorias de mundos habitáveis.

“Sim, há mundos particularmente destinados aos seres errantes, mundos que lhes podem servir de habitação temporária, espécies de bivaques de campos onde descansem de uma demasiado longa erraticidade, estado este sempre penoso […]”.

Existem diversos exemplos de experiências fora do corpo que são descritas na literatura. O livro “Entre a Matéria e o Espírito”, de Antônio César Perri de Carvalho e Osvado Magro Filho, cita uma passagem espiritualista da vida do físico Albert Einstein, o criador da Teoria da Relatividade. Num trecho da biografia do cientista, ele revela a um amigo que tinha concebido suas idéias revolucionárias por meio de uma visão fora do corpo.

A projeção astral ocorre durante o sono. Existem pessoas que se recordam de toda a experiência vivida fora do corpo e se perguntam se isso foi um sonho ou um desdobramento. Segundo o pesquisador e escritor espírita, Paulo Henrique de Figueiredo, as diferenças entre os acontecimentos são as seguintes:

  • Na projeção astral é necessário notar a capacidade de memorização dos fatos ocorridos durante a vigília noturna. Se conseguir saber tudo o que ocorreu de forma nítida, como se fosse o dia anterior, você passou por uma experiência de projeção astral. É uma sensação de como se estivesse acordado e que tudo ocorre naquele exato momento. “Você percebe o exato momento que acorda”, diz Figueiredo.
  • Já os sonhos são como lembranças inconsistentes, ou seja, a pessoa só se lembra de alguns acontecimentos, de forma vaga, sem a precisão narrativa da projeção astral. A percepção é de que estamos dormindo mesmo. Neste caso, nem nos recordamos do despertar.

Sensações comuns

Ao estar na cama para dormir, grande parte das pessoas em projeção astral sentem uma espécie de “queda” antes de adormecer. Alguns segundos depois olham para si mesmos e se deparam com o corpo inerte para, em seguida, acordar no leito. Essa percepção, segundo Figueiredo, ocorre quando o espírito sai do corpo nas primeiras vezes. Quem domina esse fenômeno, poderá entrar em contato com outros espíritos do além-túmulo e ter experiências incríveis. “Muitos aprendem até a voar”, ressalta Figueiredo.

Fontes: TV Mundo Maior, “O Livro dos Espíritos”, O Consolador e Superinteressante.

Para saber mais sobre o assunto, assista:

 

Leticia Lopes, 26, é jornalista guarulhense formada pela Faculdade Anhanguera e colaboradora da Rádio Boa Nova e TV Mundo Maior. Já assinou matérias em jornais locais e atuou como assessora de comunicação. Nas horas vagas, gosta de ler romances e revistas de jornalismo literário. Não dispensa uma boa pizza e a companhia dos amigos. É apaixonada pelo mundo espiritual e por recursos que estimulam o autoconhecimento.

Deixe seu comentário: