QUER RECEBER NOSSAS NOTÍCIAS EXCLUSIVAS?

“Em matéria de felicidade só se possui aquela que se dá.” Emmanuel

Estudo_espirita

União da alma e do corpo – Livro dos Espíritos

Enviado em 9 de julho de 2018 | Publicado por Rádio Boa Nova

união da alma e do corpoA doutrina espírita nos ensina que antes de cada reencarnação é realizado um planejamento reencarnatório, que permite ao reencarnante um meio propício e junto às pessoas onde se faz necessário desenvolver aprendizado e acerto espirituais.

Entretanto, nem todos os espíritos possuem a consciência do processo reencarnatório, isso é denominado de reencarnação compulsória. Seguindo esta linha de raciocínio, existem espíritos que se encontram em níveis de sofrimento e comprometimento que somente uma encarnação compulsória poderia levá-lo a alcançar algum nível de consciência.

Porém, fora esses casos pontuais, as encarnações são planejadas e nascemos com missões a serem realizadas.  Diante dessas informações podemos perguntar: Em que momento ocorre a união da alma e do corpo?

União da alma e do corpo – Livro dos Espíritos

Os espíritos superiores em O Livro dos Espíritos dizem que está união acontece no momento da concepção.

Pergunta: Em que momento a alma se une ao corpo?

Resposta: A união começa na concepção, mas não se completa senão no momento do nascimento. Desde o momento da concepção, o Espírito designado para tomar determinado corpo a ele se liga por um laço fluídico, que se vai encurtando cada vez mais, até o instante em que a criança vem à luz; o grito que então se escapa de seus lábios anuncia que a criança entrou para o número dos vivos e dos servos de Deus. (Livro dos Espíritos, questão 344)

Como efetua-se a união da alma e do corpo?

Por meio do perispírito, envoltório fluídico que serve de ligação entre o Espírito e a matéria.

O perispírito vira um molde fluídico que age sobre o corpo em formação, junto com as condições hereditárias, a influência mental materna e a atuação dos benfeitores.De acordo com as necessidades de provas e expiações, o corpo em formação poderá apresentar deficiências ou qualidades que irão se constituir em oportunidades de redenção ou reequilíbrio.

Leia mais: Quais são as funções do perispírito?

Desencarnes prematuros

Existem muitos casos em que há desencarnes prematuros. Kardec, por meio dos espíritos superiores, nos ensina que dependendo das provas em que este espírito deve passar, essa união pode se romper, já que os laços são frágeis.

Pergunta: A união entre o Espírito e o corpo é definitiva desde o momento da concepção? Durante esse primeiro período, o Espírito poderia renunciar a tomar o corpo que lhe foi designado?

Resposta: A união é definitiva no sentido de que outro Espírito não poderia substituir o que foi designado para o corpo; mas, como os laços que o prendem são muito frágeis, fáceis de romper, podem ser rompidos pela vontade do Espírito que recua ante a prova escolhida. Nesse caso, a criança não vinga. (L.E.questão 345)

Para finalizar, a união da corpo e do corpo ocorre em um determinado tempo. Não tenha dúvidas da sabedoria divina, pois certamente tudo ocorre para um bem maior.

Allan Kardec, indaga os espíritos superiores:

Pergunta: E racional ter pelos fetos o mesmo respeito que se tem pelo corpo de uma criança que tivesse vivido?

Res: Em tudo isto vede a vontade de Deus e a sua obra, e não trateis levianamente as coisas que deveis respeitar. Por que não respeitar as obras da criação, que, às vezes, são incompletas pela vontade do Criador? Isso pertence aos seus desígnios, que ninguém é chamado a julgar.

Para saber mais sobre o assunto assista:


 

Fonte: TV Mundo Maior

 

 

 

Por Juliana Chagas 

Jornalista e produtora da Rádio Boa Nova

Deixe seu comentário: