QUER RECEBER NOSSAS NOTÍCIAS EXCLUSIVAS?

“Quem se aceita como é, doando de si à vida o melhor que tem, caminha mais facilmente para ser feliz como espera ser.” André Luiz

Evangelho e Reforma Íntima

Diante da depressão, Chico Xavier ensina a não desanimar

Enviado em 13 de fevereiro de 2018 | Publicado por Rádio Boa Nova

A Organização Mundial da Saúde (OMS) divulgou, em março, que a depressão atinge 322 milhões de pessoas no mundo. No Brasil, um total de 11,5 milhões de pessoas sofrem com esse problema.

De acordo com “O Evangelho Segundo o Espiritismo”, a melancolia se apodera do nosso ser quando o espírito está ansioso pela liberdade que lhe é destinada, mas como está ligado ao corpo, este desejo não lhe é concedido.

Desta forma, a tristeza se apodera, tornando o ser mais suscetível a uma espécie de apatia, que o torna muito infeliz. O livro revela, no capítulo 8, que devemos esperar a felicidade não neste mundo – de provas e expiações –, mas quando o espírito se libertar das amarras do corpo.

Para lidar com a depressão e não desanimar, Chico Xavier nos ensinou algumas lições preciosas para lidar com esse sentimento. Confira:

Quando você se observar, à beira do desânimo, acelere o passo para frente, proibindo-se parar. Ore, pedindo a Deus mais luz para vencer as sombras. Faça algo de bom, além do cansaço em que se veja.

Leia uma página edificante, que lhe auxilie o raciocínio na mudança construtiva de idéias. Tente contato de pessoas, cuja conversação lhe melhore o clima espiritual. Procure um ambiente, no qual lhe seja possível ouvir palavras e instruções que lhe enobreçam os pensamentos.

Preste um favor, especialmente aquele favor que você esteja adiando. Visite um enfermo, buscando reconforto naqueles que atravessam dificuldades maiores que as suas. Atenda às tarefas imediatas que esperam por você e que lhe impeçam qualquer demora nas nuvens do desalento.

Guarde a convicção de que todos estamos caminhando para adiante, através de problemas e lutas, na aquisição de experiência, e de que a vida concorda com as pausas de refazimento das nossas forças, mas não se acomoda com a inércia em momento algum.

Fontes: G1, Evangelho Segundo o Espiritismo e Refletir para refletir.

Para saber mais sobre o assunto, assista:

Parte 1

 

Parte 2

 

Parte 3

Deixe seu comentário: