QUER RECEBER NOSSAS NOTÍCIAS EXCLUSIVAS?

“Se você está feliz, ore sempre, rogando ao Senhor para que o equilíbrio esteja em seus passos” André Luiz

Evangelho e Reforma Íntima

Relembre a trajetória de Emmanuel, mentor de Chico Xavier

Enviado em 11 de fevereiro de 2018 | Publicado por Elen Alarça

Chico Xavier conferiu parte de sua obra literária ao espírito Emmanuel. Ele manifestou-se pela primeira vez em 1931. O benfeitor desencarnado, ao se apresentar ao médium, comunicou-lhe do trabalho que a espiritualidade já tinha estabelecido a eles e, se Chico aceitasse, teria que seguir alguns preceitos instituídos para a missão ser corretamente empregada.

Confira o famoso diálogo entre Emmnauel e Chico Xavier

  • “Está você realmente disposto a trabalhar na mediunidade com Jesus?”, perguntou Emmanuel.
  • “Sim, se os bons Espíritos não me abandonarem…”, respondeu o médium.
  • “Não será você desamparado, mas para isso é preciso que você trabalhe, estude e se esforce no bem”, complementou o espírito.
  • “E o senhor acha que eu estou em condições de aceitar o compromisso?”, tornou Chico.
  • “Perfeitamente, desde que você procure respeitar os três pontos básicos para o serviço…”, informou-lhe.
  • Então, Chico questionou. “Qual é o primeiro?”.
  • A resposta veio firme: “Disciplina”.
  • “E o segundo?”,
  • “Disciplina”.
  • “E o terceiro?”
  • “Disciplina”.

A partir daí as psicografias das mais de 30 obras se iniciariam. Segundo declarações de Chico: “Emmanuel foi um verdadeiro pai, um mentor querido que, com carinho, tolerou todas as minhas falhas”. Sua primeira obra foi “Parnaso de Além-Túmulo”, lançado naquele mesmo ano.

Questionado sobre suas reencarnações passadas, o espírito teria sido um sacerdote no Egito, na África e depois um cônsul. Em outra vida foi um senador romano chamado Públio Lentulus. Desta história nasceu o livro “Há dois mil anos”, lançado no Brasil em 1939. Ele também reencarnou como escravo na Síria, um romano no Chipre, e bispo na cidade de Lyon.

Suas últimas encarnações teriam sido como Padre Manuel da Nóbrega, Padre Damiano, depois um educador da nobreza, e Padre Amaro, que viveu no Brasil. De acordo com informações de Chico, Emmanuel reencarnou no ano de 2000, numa cidade do interior de São Paulo e trabalhará como professor. Emmanuel foi um grande espírito que transmitiu o amor por toda a sua obra.

Fonte: Irthomas, Associação Chico Xavier, Wikipédia e Terra

 

Deixe seu comentário: