QUER RECEBER NOSSAS NOTÍCIAS EXCLUSIVAS?

“De nada adianta crer, se sua crença não o faz dar sequer um passo na senda do progresso.” Allan Kardec

Evangelho e Reforma Íntima

Estudo do Evangelho: “Fora da caridade não há salvação”

Enviado em 1 de dezembro de 2017 | Publicado por Rádio Boa Nova

Homem sentado na calçada, cobrindo cachorro com guarda-chuvaO capítulo 15, intitulado “Fora da Caridade não há Salvação”, é considerado um dos mais importantes do livro O Evangelho Segundo o Espiritismo.

Primeiramente temos que entender o significado salvação da alma. Os católicos e protestantes acreditam na existência de uma única alma. Já para a doutrina espírita a salvação é:

  • Libertação do Espírito do mundo material onde sua evolução é feita através de reencarnações;
  • Liberta-se das imperfeições, por exemplo, livrar-se do mal que é praticado a si e ao próximo;
  • É descobrir os prazeres e valores espirituais, além de conquistar o reino de Deus em si.

A salvação de acordo com Chico Xavier: É contínuo trabalho de renovação e aprimoramento.

E ainda, segundo João Lourenço Navajas, no programa Nova Mente, da RBN e da TV Mundo Maior, o que nos salva é nos iluminarmos. Como? Através do exercício da caridade.

“A prática da caridade nos ajuda a sair de dentro de nós. Nos ajuda a deixar o egoísmo de lado”, Dr.Jão Lourenço.

Segundo definições de dicionários, a caridade é um sentimento ou uma ação altruísta de ajuda a alguém sem recompensa. Com a prática da caridade podemos evoluir moralmente, além de ser uma característica da boa essência do ser humano.

Allan Kardec, no livro O Evangelho Segundo o Espiritismo, diz que “fora da caridade não há salvação”.

“O que é preciso para ser salvo. Parábola do bom Samaritano

Ora, quando o filho do homem vier em sua majestade, acompanhado de todos os anjos, se assentará no trono da sua glória; e todas as nações estando reunidas diante dele, separará uns dos outros, como um pastor separa as ovelhas dos bodes, e colocará as ovelhas à sua direita, e os bodes à sua esquerda.

Então o rei dirá àqueles que estarão à sua direita: Vinde, vós que fostes benditos por meu pai, possuí o reino que vos foi preparado desde o início do mundo; porque eu tive fome e me destes de comer; tive sede e me deste de beber; tive necessidade de alojamento e me alojastes; estive nu e me vestistes, estive doente e me visitastes; estiveste na prisão e viestes me ver”.

Saiba mais sobre o assunto:

Parte I

Parte II

Parte III

Parte IV


 

Fontes: Centro Espírita Batuíra | FEB

 

 

 

Por Juliana Chagas 

Jornalista e produtora da Rádio Boa Nova

Deixe seu comentário: