QUER RECEBER NOSSAS NOTÍCIAS EXCLUSIVAS?

“Em matéria de felicidade só se possui aquela que se dá.” Emmanuel

Planejamento reencarnatório

Enviado em 24 de agosto de 2017 | Publicado por Rádio Boa Nova

Toda reencarnação está envolvida em um planejamento, o Espírito se prepara e estuda as suas possibilidades. Este processo não é simples, já que tudo tem um propósito: o corpo que cada um obtém, a família em que se nasce, os amigos que se conhece durante a vida, etc.

As reencarnações são planejadas com antecipação e o tempo de preparo é proporcional às necessidade de cada espírito, quanto mais evoluído o espírito mais tempo ele terá para seu planejamento.

No livro “Nosso Lar”, André Luiz narra de modo detalhada todo o processos que os espíritos precisam antes de reencarnarem. Já no livro “E a Vida Continua”, há o relato de que há um Instituto de Serviço para Reencarnação no Plano Espiritual: Na Colônia Nosso Lar.

Quando está no plano espiritual, o indivíduo possui uma visão mais ampla e menos apegada, a vaidade não está presente.

E ainda, apesar de ter o livre-arbítrio para escolher os pais e os detalhes do corpo, o espírito não está sozinho para tomar as decisões. Além da espiritualidade seus mentores, estão ali para auxiliar nas escolhas.

Os espíritos esclarecem no L.E: “O Espírito escolhe o gênero de provas por que há de passar e nisso consiste o seu livre-arbítrio”.

Após reencarnar o espírito pode alterar seu planejamento, ele pode aderir novos compromissos, fugir de outros, ampliar ou ainda diminuir as reencarnações previstas.  Além disso, a reencarnação é uma nova chance de evoluir moralmente e intelectualmente e de corrigir os erros.

Evite a lamentação, uma vez que ela em nada lhe auxiliará. Não diminuirá o peso da sua cruz, nem dispensará as nuvens que estejam toldando, porventura, os seus horizontes.” (psicografia de José Raul Teixeira, Ed. Fráter, cap. 20).

E ainda, claro que o livre-arbítrio permite que o espírito escolha que caminho seguir, porém tudo na vida há consequências e lamentar ou reclamar não muda alguma situação ruim pela qual o espírito encarnado está vivendo.

No livro “O Espiritismo Aplicado”, o autor Eliseu Rigonatti escreve que a reencarnação possui têm finalidades:

O aprendizado, já que a Terra é uma escola e umas das primeiras  lições a serem aprendidas é educar o sentimento e amar ao próximo como a si mesmo. A elevação moral e espiritual, com a evolução da educação do sentimento o espírito adquiri sabedoria e amor. A reparação, a terceira finalidade explica que a reencarnação é um modo reparador, refere-se que no momento que o individuo causa algo ruim haverá consequências.

O autor explica também que o espírito geralmente quando causa o mal a alguém, carrega isso para outras reencarnações, para que tenha a chance de ter um resgate e evoluir.

Todos possuem missões e possibilidades de evoluir. Não julgue, bem critique o outro, aprenda com os erros e ame o próximo.



Fontes: TV Mundo Maior | Rádio Boa Nova | Mundo Espírita 

 

 

Por Juliana Chagas 

Jornalista e produtora da Rádio Boa Nova

Deixe seu comentário: