QUER RECEBER NOSSAS NOTÍCIAS EXCLUSIVAS?

“A caridade dos Céus é fonte que não se esgota.” Auta de Souza

Artigos

Fogueira Interna – Inflamação Subclínica

Enviado em 28 de novembro de 2013 | No programa: Allegrum Vivi | Escrito por Joely Pucci | Publicado por Rádio Boa Nova

Você sente cansaço excessivo, vive com dores pelo corpo sem causa aparente, seu nariz escorre com frequência, enxaquecas persistentes, distensão abdominal, flatulência e sua tireoide não funcionam muito bem? Percebe aqueles quilos extras? Homem com mão no estômago

Você pode estar sendo vítima dos alimentos inflamatórios e intolerantes, os grandes vilões responsáveis pelo desequilíbrio metabólico do seu organismo e a geração de inúmeras patologias inclusive a obesidade.

Sabe-se que atualmente estamos vivenciando uma epidemia de inflamação subclínica de origem alimentar.

Nos alimentos de forma equivocada e extremamente inflamatória, consumindo alimentos de alto valor glicêmico, de enorme potencial inflamatório e além do mais, alimentos extremamente intolerantes e alergênicos para a filosofia humana.

Veja só, estes alimentos incendiários, representados pelos 4 cavaleiros do apocalipse: açúcares refinados, farinhas brancas-glúten, lácteos e derivados e sal são extremamente nocivos para a metabolização orgânica, interrompendo reações químicas desejáveis e importantes para a homeostase do organismo, inibindo fabricação de neurotransmissores essências ao bem viver como: serotonina, dopamina.

Atuando de forma incendiária na liberação de citocinas inflamatórias ditas prostaglandinas e mediadores inflamatórios como interferon, além de promover a disbiose intestinal. Patologia esta, caracterizada pela destruição e desequilíbrio da flora intestinal, dificultando e até mesmo impedindo a absorção de nutrientes adequados, bem como inibindo a síntese de substâncias extremamente importantes para o organismo como: síntese de vitaminas do complexo B, vitamina B12, serotonina, dopamina e inúmeros anticorpos.

Veja bem, aquele pãozinho aparentemente inocente consumido com muito prazer, ao adentrar o organismo e ser metabolizado, resulta em metabólitos inflamatórios desencadeadores de mediadores inflamatórios que irão desempenhar seu papel na cadeia bioquímica e promover o desequilíbrio peculiar trazendo os transtornos patológicos das artrites, fibromialgias, doenças cardiovasculares, em decorrência da liberação de PCR, síndromes metabólicas pela gangorra glicêmica que promovendo atuando de forma incoerente ao metabolismo do pâncreas e baço. Pois bem, aí está a famosa inflamação subclínica mediada por alimentos incendiários e intolerantes.

Alimentos intolerantes à bioquímica particular referem-se a alimentos que se caracterizam por promoverem resíduos metabólicos altamente nocivos a determinadas pessoas em partícula de acordo com sua tipagem sanguínea, mobilizando de forma intensa e desgastante o sistema imunitário. Sistema este desenvolvido para nos defender contra vírus, bactérias e microorganismos e não NOS DEFENDER CONTRA COMIDA, modificando de forma destrutiva a permeabilidade da mucosa intestinal, interferindo de maneira negativa a absorção de nutrientes e eliminação de tóxicas. Doença na certa, desnutrição e inflamação subclínica…

Oh! Alimentos vilões! Onde se encontram os bombeiros internos, que apagarão esta fogueira interna?

Alimentos inflamatórios como: frutas vermelhas antioxidantes, verduras, sementes, gorduras polinsaturadas Ômega 3, Ômega 6, azeites ricos em ácido hidroxitrirosil e muita água. Características bioquímicas intolerantes a certos alimentos e elaboração consciente de um mapa alimentar podem ser realizados pela tecnologia de biorressonância alimentar.

Avaliação que traz à luz e a consciência aspectos relevantes da sua saúde, alimentos que lhe são intolerantes e inflamatórios de forma personalizada construindo uma saúde integral. Tenha consciência!! Alimente-se como adulto. 

Deixe seu comentário: