QUER RECEBER NOSSAS NOTÍCIAS EXCLUSIVAS?

“Um dos aspectos notáveis da evolução espiritual humana é que todos os doentes da alma se tornam médicos por sua vez.” Bezerra de Menezes

Artigos

Fraternidade

Enviado em 17 de julho de 2017 | Escrito por Antonio Carlos Tarquinio | Publicado por Elen Alarça

Os espíritos do Senhor veem a fraternidade à laia de solução aos problemas, óbices e dificuldades que desde sempre impedem a realização do sonho compartilhado por toda a humanidade de uma vida mais equânime, mais justa, mais tranquila enfim, mais feliz sobre a Terra.

Se queremos ver um dia a face do planeta metamorfoseada – melhorada – temos de começar por buscar os meios disponíveis para o estabelecimento da comunhão espiritual entre as criaturas em todos os recantos do orbe – sem esquecer que os laços afetivos verdadeiros nascem nos corações a partir da plantação imprescindível da bondade, da compreensão e da tolerância no mundo de nós mesmos para ser capaz de irradiar seu poder transformador em torno de nossos passos.

Aquele que assume a luta consigo mesmo para se melhorar nem sempre percebe que o combate contra as deficiências interiores – é bem lá no fundo – um esforço de extirpação de tendências antifraternas.

O avarento, o esfaimado por atenção, o melindroso, o arrogante autoritário e o pessimista crônico, enquanto não despertam para o trabalho a fim de aniquilar essas negatividades em si próprios permanecem longe daquelas ações amorosas que caracterizam as criaturas fraternas e amigáveis.

Como não possuem paz suficiente em si mesmos, não conseguem compartilhar teores positivos com os companheiros da estrada, posto que a verdadeira fraternidade se fundamenta na concórdia da convivência, na implementação da paz, justamente, entre os que seguem caminho conosco.

A harmonia na convivialidade somente será possível com base na transformação da criatura quando esta assumir o compromisso de se conhecer, o que significa, em bom filosofez, cuidar seriamente de sua mutação interior modificando os estados negativos da mente.

Como afirmou certa vez Fénelon no E.S.E:

“O amor substitui a personalidade pela fusão dos seres e extingue as misérias sociais…”

Verdade ratificada na contemporaneidade por Frédéric Lenoir:

“A fraternidade humana universal é a única resposta para os medos e violências que abalam o mundo…”

 

Deixe seu comentário: