QUER RECEBER NOSSAS NOTÍCIAS EXCLUSIVAS?

“Um dos aspectos notáveis da evolução espiritual humana é que todos os doentes da alma se tornam médicos por sua vez.” Bezerra de Menezes

Artigos

Geração Coca-Cola?

Enviado em 30 de dezembro de 2015 | No programa: Juventude Maior | Escrito por Mariana Fridman | Publicado por Juliana Chagas

Estamos em uma época que novidades surgem a todo o momento. Você já ouviu falar em Geração Y? Difícil definir com muita precisão, já que foi o nome dado a geração de jovens de hoje em dia.

Vários símbolos de internet

O jovem de hoje é completamente diferente da geração passada, a liberdade parece ser um dos lemas mais valorizados. Não só ser livre na vida pessoa, mas na profissional também. Eles não gostam de rotina, ou trabalhos “quadrados”. Essa nova geração tem pressa em fazer sucesso, inovar e crescer dentro de uma empresa, assim como não tem paciência de ficar muito tempo em um lugar… Cair na rotina faz com que a perda de interesse seja quase instantânea.

A geração de hoje é muito criativa, gosta de inovação o que muitas vezes faz com que haja um conflito com pessoas mais velhas, pois geralmente elas têm mais dificuldade em aceitar o novo tão rápido.

A questão do mundo digital influenciou bastante para que as pessoas tenham tanta pressa em tudo. Fico imaginando a dificuldade de fazer um trabalho de faculdade há alguns anos atrás… Hoje é tão rápido, que em apenas uma pesquisa nós encontramos inúmeros sites com todos os conteúdos inimagináveis. É a primeira geração completamente globalizada, difícil conhecer um jovem que não utilize um Smartphone para conversar com amigos, pagar uma conta, chamar um táxi e outros inúmeros benefícios que esses aparelhos oferecem.

As prioridades são bem diferentes de quem tinha 20 e poucos anos a algumas décadas atrás. Hoje o casamento já não é um sonho para todas as meninas, muitas preferem focar em ter sucesso na carreira e viajar o mundo, ou ter a experiência de morar sozinha até mesmo com amigas. São apenas alguns exemplos da minha percepção, observando amigos e colegas com a mesma idade que tenho.

O que mais admiro e sinto dessa Geração Y é que o medo na maioria das vezes é deixado de lado. Esses jovens de 20 e poucos anos não tem receio de arriscar, de procurar algo que te de mais prazer em fazer, de mudar, sair da zona de conforto, de conhecer o novo. Arrisco até em dizer que é a geração mais careta e desprendida que já surgiu.

 

Foto ilustrativa: http://imagem.vermelho.org.br/

Deixe seu comentário: