QUER RECEBER NOSSAS NOTÍCIAS EXCLUSIVAS?

“Um dos aspectos notáveis da evolução espiritual humana é que todos os doentes da alma se tornam médicos por sua vez.” Bezerra de Menezes

Artigos

Harmonia

Enviado em 30 de outubro de 2014 | No programa: Nossos Irmãos Animais | Escrito por | Publicado por Rádio Boa Nova

Todo ser vivo sente-se bem sendo útil à melhoria do mundo de que faz parte e contribuindo para haver harmonia!Cachorro vestido de enfermeiro

Os idosos podem nos ensinar lindas lições, ao mesmo tempo em que se sentem úteis e queridos, afastando a depressão e a solidão. Aposentados podem ensinar uma profissão à juventude desnorteada, ao mesmo tempo em que ensinam lições de vida e amor, aconselhando os mais novos a evitarem os erros que eles mesmo cometeram.

Pessoas que se utilizaram de drogas, podem ensinar e demonstrar com muito conhecimento, os efeitos do vício, enquanto a cada aula relembram seus próprios deslizes e se sentem incentivados a continuarem no bom caminho.

Tornando-se exemplos a serem valorizados, estimulam a vontade e a responsabilidade naqueles que influenciam, multiplicando a chance de seguirem livres de vícios.

Portadores de deficiência podem inspirar pessoas depressivas, com síndromes psicológicas variadas, através de seus esforços para compensar as limitações que lhe são próprias. O exemplo de superação pode resgatar os que não veem mais sentido na vida, e que a todo momento desejam se esconder da dura realidade.

Pessoas com deficiência, quando ajudam outras, sentem-se valorizadas, afastando de suas vidas a depressão e o desâmino que os espreitam a cada dificuldade.

Também os animais, não só os sadios e com tutores, mas os resgatados das ruas e de pessoas que os maltratam, podem colaborar para um mundo melhor; recebendo capacitação para se tornarem como terapeutas que com apoio e ternura, serão capazes de ajudar crianças, idosos e pessoas com problemas de saúde. Vão sentir-se úteis e felizes, doando e recebendo carinho, respeito e amor.

Retirados dos canis superlotados das ONGS e CCZs, levados para lares de médicos, enfermeiros, profissionais da saúde e voluntários, recebendo treinamento adequado e todo dia acompanhando seus tutores a hospitais, asilos, casas de saúde e mais locais onde podem se tornar úteis trabalhadores. Poderão com seu feto e solidariedade, auxiliar na recuperação dos doentes.

Cavalos que viviam nas ruas puxando cargas imensas, passando fome, sede e frio, esgotados e doentes, sendo recuperados e treinados, poderão ajudar crianças e adultos a melhorarem sua coordenação, através da equoterapia, e com isso suas vidas serão renovadas. Eles receberão em seu lombo carga humana e humanitária, enquanto recebem em sua alma, carinho e gratidão.

Todos podemos contribuir para um mundo melhor, a começar por tratarmos todos os seres vivos, como merecedores de respeito e amor. Assim teremos a tão almejada harmonia!

A única coisa que não pode acontecer, que desvirtuaria toda a beleza dessa visão, seria se os animais forem tratados como “OBJETOS” de terapia em vez de auxiliares “TERAPEUTAS”.

Nesse caso, teríamos novamente um quadro horrendo, onde cães seriam escolhidos pelas características de suas raças, naturais ou impostas por uma seleção humana “desumana” e viveriam em canis, onde seriam retirados apenas para executar seu “serviço”, em hospitais e instituições de saúde.

Ou cavalos seriam treinados e alugados para seções de terapia a pessoas abastadas, tendo períodos de trabalho exaustivo e tratamento visando só o lucro.

Os dois caminhos estão a nossa frente, porque os animais não tem o poder de decidir e nem mesmo opinar!

Cabe a cada um de nós ficar atento a esse quadro que começa a se descortinar e que estará instalado em breve futuro.

Os animais serão nossos auxiliares, como seres vivos merecedores de respeito e amor, que nos ajudarão com suas características próprias, ou esta será simplesmente mais uma maneira de explorarmos, em nome do lucro e do vil metal, aqueles que não podem se defender.

Cada um de nós tem o poder de escolher o futuro de que quer participar!

 

Foto ilustrativa: 6patas.com.br

Deixe seu comentário: