QUER RECEBER NOSSAS NOTÍCIAS EXCLUSIVAS?

“Um dos aspectos notáveis da evolução espiritual humana é que todos os doentes da alma se tornam médicos por sua vez.” Bezerra de Menezes

Artigos

Histórias do Além – Comunicação com responsabilidade

Enviado em 22 de fevereiro de 2016 | Escrito por | Publicado por Mariana Fridman

alem

Fonte: Fresher.ru

Falar de espiritismo automaticamente nos faz lembrar em algumas lembranças e/ou fatos paranormais que tenham ocorrido conosco e/ou com outrem. Para quem é leigo no assunto, pode até ser que algumas coisas os assustem. Para nós que estudamos a doutrina espírita diariamente, não vemos nada de errado.

Em meados do século XIX, ocorreu o caso bastante conhecido no meio espírita: As Mesas Girantes. De início, muitos pensaram que era puro ilusionismo, mágica ou truque. Com o passar do tempo, as pessoas foram notando que aquilo era uma tentativa de comunicação de seres já desencarnados e, a partir disso, passaram a chamar a atenção de diversas figuras que começaram a estudar mais a fundo este fato, como o caso do Professor Rivail, que viria a ser futuramente conhecido como Allan Kardec.

Este que vos escreve pode afirmar que já viveu situações de comunicação com o “outro lado”. Admito que me assustava muito no início. Onde já se viu, um espírita com medo de seres desencarnados, não é mesmo? Pois bem… com o devido encaminhamento e estudo, fui me adaptando ao que acontecia ao meu redor e aprendendo a controlar minha mediunidade, para que ela não se manifestasse em momentos inoportunos.

Existem diversas ferramentas de comunicação com seres desencarnados, como a “Brincadeira do Copo”, “Tabuleiro Ouija”, entre outros. É importantíssimo salientar que não é recomendado nenhum tipo de comunicação com o além sem a devida preparação, seja pessoal ou do ambiente. Seres de luz não respondem à brincadeiras, portanto qualquer tentativa de comunicação será interferida por espíritos zombeteiros, que não querem nada além de brincar e se aproveitar da pessoa que se comunica.

Por mais atraentes e instigantes que algumas histórias podem ser, não devemos ceder à nossa curiosidade para se comunicar sem um devido propósito e sem uma devida preparação. O mundo espiritual é importantíssimo SIM para tirar nossas dúvidas e nos ajudar a evoluir. Porém, uma comunicação sem fundamento é nada mais nada menos que lixo em decomposição, atraindo apenas negatividade para quem a tenta. Devemos estudar a doutrina, lapidar nossa mediunidade e, só após a devida preparação, nos comunicar com seres desencarnados, com o devido fim de contribuir com o trabalho e plano maior.

Deixe seu comentário: