QUER RECEBER NOSSAS NOTÍCIAS EXCLUSIVAS?

“Um dos aspectos notáveis da evolução espiritual humana é que todos os doentes da alma se tornam médicos por sua vez.” Bezerra de Menezes

Artigos

As Ilhas Gregas

Enviado em 29 de julho de 2016 | No programa: Presença Espírita | Escrito por Divaldo Franco | Publicado por Juliana Chagas

Pés de pessoas andando na rua

Verão na Europa. Aviões superlotados e aeroportos insuficientes. Hotéis completos exigindo reservas antecipadas. Multidões no vaivém da ansiedade. Correrias e disputas, rostos ansiosos uns e congestionados outros. Discussões por coisas mínimas… E o mundo, como os indivíduos, estão em crise.

São as férias anuais, aneladas por grande número de pessoas: umas desejando descanso, diversas em fugas psicológicas procurando projeção, algumas correndo atrás da felicidade ilusória, inúmeras para superar a apatia e, enfim, estudiosos em busca do conhecimento que ilumina, quanto incontáveis necessitados de espairecimento para prosseguirem nos embates. Todos credores do nosso maior respeito.

Estamos também visitando ilhas gregas, porém, com outro objetivo. Buscamos encontrar no turbilhão que as invade as pegadas do apóstolo Paulo que visitou inúmeras despertando as consciências para a Era do amor, preconizada por Jesus Cristo. Mikonos, Icônio, Tessalônica, Corinto e muitas outras receberam o estranho personagem dotado de sabedoria e amor que fascinava aqueles que o ouviam e deixava neles a marca da mensagem.

Nos escombros que temos visitado, sem olhos de turista, mas com as percepções da alma, imaginamos aquele herói sofrido cantando a esperança e a dignidade para a conquista do Reino dos Céus desde a Terra, mediante comportamento saudável e digno.

Temos encontrado a corrupção dos valores morais em toda parte, porque as criaturas, salvadas as exceções nobres, mudam somente de nome e de direção nas diferentes residências terrestres, e ouvimos no coração o chamado para o Mestre que está impregnando o mundo desde há dois mil anos, especialmente nesta região. Releio mentalmente as suas cartas-advertências e as murmuro ante os destroços do passado que o tempo consumiu.

Silenciosamente apelo, hoje, nas ilhas gregas, que Paulo retorne com a sua retórica e o verbo digno para nos ensinar a viver Jesus neste momento tão grave da nossa história.

 

Foto ilustrativa: pexels.com

Deixe seu comentário: