QUER RECEBER NOSSAS NOTÍCIAS EXCLUSIVAS?

“Mediunidade é a faculdade humana, natural qual se estabelecem as relações entre homens e espíritos.” Centenário de J. Herculano Pires

Artigos

Juntos Somos Mais

Enviado em 22 de junho de 2016 | No programa: Juventude Maior | Escrito por | Publicado por Juliana Chagas

sistemas CrowdfundingÉ fato que não podemos evoluir se não estivermos em sociedade. Fazer ao próximo o que gostaríamos que fosse feito conosco também é uma das máximas mais importantes que o Mestre nos deixou. Sendo assim, porque ainda insistimos em ser tão egoístas e individualistas?

“O que é meu, é meu. Ele que corra atrás do dele! ” – Quem nunca ouviu alguma frase parecida com isso? Pois eu já ouvi várias vezes. Mas ainda bem que existem pessoas boas no mundo, que se preocupam com os outros e sabem que a sociedade é importante para a nossa evolução.

Seguindo essa lógica, alguém percebeu que os nossos sonhos e projetos só saiam do papel quando havia um esforço coletivo, que o individual não era suficiente. Nesse modelo, atualmente diversos sites de dentro e de fora do Brasil, criaram o sistema de Crowdfunding, nada mais, nada menos, que um financiamento coletivo online.

É simples: você inscreve o seu projeto, coloca a meta em dinheiro que precisa arrecadar para ele sair do papel, cria um texto explicando os objetivos e, logo em seguida, estipula valores e recompensas para as pessoas doarem. Assim que a meta for atingida, o projeto resgatará o valor e as pessoas receberão sua recompensa. Caso contrário, se a meta não for atingida, o site devolve, em um prazo estipulado, o dinheiro para cada apoiador, as recompensas não acontecem e o projeto não sai do papel.

Por exemplo, atualmente, a Banda Simplesmente Almas tem o intuito de gravar o seu novo CD. Eles estipularam os valores mínimos e máximos e as recompensas para cada apoiador. Assim que a meta for atingida, eles poderão gravar o novo CD e você receberá a sua recompensa.

Além deles conseguirem realizar mais esse sonho, você também se sentirá parte do projeto e da construção disso. Poderá até dizer aos seus filhos e netos no futuro: “está vendo esse CD aqui? Eu que ajudei a realizar…”

Só tome cuidado para a vaidade não ganhar espaço na sua vida. Mas aí, é artigo para outro dia…

Deixe seu comentário: