QUER RECEBER NOSSAS NOTÍCIAS EXCLUSIVAS?

“De nada adianta crer, se sua crença não o faz dar sequer um passo na senda do progresso.” Allan Kardec

Artigos

O fardo pesado demais!

Enviado em 17 de novembro de 2017 | Escrito por Eliete Ribeiro | Publicado por Rádio Boa Nova

Homem em floresta, com cabeça abaixada“Vinde a mim, todos os que estais cansados e oprimidos, e eu vos aliviarei. Tomai sobre vós o meu jugo, e aprendei de mim, que sou manso e humilde de coração; e encontrareis descanso para as vossas almas. Porque o meu jugo é suave e o meu fardo é leve”.
Mateus 11:28-30

Muitas vezes carregamos tantas tralhas (Algo que não serve para nada e só atrapalha).

Dias destes, me deparei com uma mocinha que carregava uma bolsa de ombro, uma sacola com alguns sapatos, que ansiava arrumar, pois estavam descolados, um casaco nas mãos, um guarda-chuva bem grande, porque naquele dia garoava bastante. Mas não era somente o dia que estava nublado e feio, a moça estava por demais chateada com todos os problemas da sua vida e penava em seu espírito uma completa melancolia. E ao se deparar com outra pessoa, a mocinha tratou logo de desabafar: “Porque carregamos tantas tralhas?”. Mas percebia-se que ela não falava só das tralhas materiais. Ela tentava gritar que estava pesado demais para ela. Mas era o fardo da vida. Não eram só as bolsas e os objetos em mãos que pesavam demais. Mas sim, os problemas que estavam tirando o seu sossego e a paz interior tão almejada, mas difícil de ser conquistada.

São muitas histórias que tiram e testam o nosso equilíbrio: problema de relacionamento no casamento, no trabalho, dificuldades em lidar com o comportamento do filho, problemas de drogas na família, crises econômicas, violência doméstica, abuso sexual, entre outras inúmeras situações

Quem não passa por momentos difíceis? Que por hora imaginamos que não vamos aguentar e parece não ter fim. Como fingir que nada está acontecendo? Podemos até fazer isto, mas o nosso psicológico, o nosso corpo vão nos cobrar. A angústia transborda em nossas vidas. Isto acaba vindo à tona em forma de uma doença física, que pode ser um simples resfriado ou uma dor no corpo. Temos que estar atentos a estes sinais. É preciso pedir socorro quando o fardo estiver pesado demais.

São tantas as dificuldades que atravessamos que não nos damos conta. E por vezes, até criamos situações que nem sequer se concretizam. São as chamadas preocupações, que nada mais são, do que se ocupar com algo incerto e que muitas vezes nem acontece. Há até uma obra escrita por Dale Carnegie, intitulada “Como evitar preocupações e começar a viver”, que vale muito a pena ser estudada. Não faça isso com a sua vida. Não dê tanta importância para um problema que possa a vir a ser. Desapegue deste mal. Porque quando fazemos isto, nos boicotamos, nos privamos dos prazeres da vida. E nós somos merecedores da felicidade. Nós viemos para sermos felizes. Nós merecemos o que temos.

Vamos tentar aliviar o fardo. É importante sempre procurar um ombro para dividir, não queira levar tudo sozinho. Isto traz reflexos negativos para a sua vida e para sua caminhada a longo prazo. Primeiro tente uma conexão com Deus, aliada a ajuda psicológica, psiquiátrica, grupos de apoio, centros espíritas, amigos verdadeiros e siga em frente. Não carregue peso além do seu limite.

Deixe seu comentário: