QUER RECEBER NOSSAS NOTÍCIAS EXCLUSIVAS?

“A caridade dos Céus é fonte que não se esgota.” Auta de Souza

Artigos

O Passe em Animais

Enviado em 28 de novembro de 2015 | No programa: Nossos Irmãos Animais | Escrito por Ivany Lima | Publicado por Juliana Chagas

O Tratamento Espiritual não é benéfico apenas para os animais, é também para seus tutores e para nós. O desconhecimento da Doutrina Espírita faz com que pesem mais o orgulho do que a caridade ao próximo e a interpretação equivocada de seus preceitos acabam prejudicando a propagação do Espiritismo.

Braço com cachorro no colo

Enxergamos nesse trabalho a oportunidade valiosa de exercermos a caridade e de divulgarmos o Espiritismo. Para nós, quando vemos a alegria e a esperança brotarem novamente nos olhos dos tutores que nos procuram , quando continuam frequentando o trabalho mesmo depois do desencarne de seu animalzinho ou quando relatam que seu animalzinho desencarnou de forma tranquila e que estão mais conformados porque se sentiram amparados, não tem preço. É isso que vale para nós e que nos faz lutar sem cessar em favor dos nossos irmãos menores.

O passe em animas não é moda e está de acordo com a Doutrina Espírita. Vejam o que diz Herculano Pires sobre o assunto no livro Mediunidade , Vida e Comunicação , que foi escrito há quase 40 anos atrás , onde ele mesmo relata que ajudou sua cachorrinha que estava desenganada pelo Veterinário. É um capítulo inteiro falando sobre os animais. Herculano foi um dos maiores Espíritas deste país e lutou durante sua vida inteira para defender os seus preceitos.

“A assistência mediúnica aos animais é possível e grandemente proveitosa. O animal doente pode ser socorrido por passes e preces e até mesmo com os recursos da água fluidificada…..Mas na Mediunidade Veterinária a situação se modifica. O reino animal é protegido e orientado por espíritos humanos que foram zoófilos na Terra, segundo numerosas informações mediúnicas. O médium veterinário, como o médium humano, não transmite os seus fluidos no passe por sua própria conta, mas servindo de meio de transmissão aos espíritos protetores. A situação mediúnica é assim muito diferente da situação magnética ou hipnótica. Ao socorrer o animal doente, o médium dirige a sua prece aos planos superiores, suplicando a assistência dos espíritos protetores do reino animal e pondo-se à disposição destes. Aplica o passe com o pensamento voltado para Deus ou para Jesus, o Criador e o responsável pela vida animal na Terra. Flui a água da mesma maneira, confiante na assistência divina. Não se trata de uma teoria ou técnica inventada por nós, mas naturalmente nascida do amor dos zoófilos e já contando com numerosas experiências no meio espírita.”

“Tivemos experiência com uma cachorrinha pequinês desenganada pelo veterinário. Com os passes recebidos durante a noite, amanheceu restabelecida. O veterinário assustou-se com o seu estranho poder de recuperação. Um veterinário amigo e espírita contou-nos os seus sucessos no socorro mediúnico aos animais, ressaltando o caso de parto de uma vaca de raça, em que ele já se considerava fracassado. Recorreu à sua possível mediunidade veterinária e as dificuldades desapareceram. Tudo é possível no plano do bem, da prática do amor. “

(Capítulo XI – Mediunidade Zoológica)

Chico Xavier aplicava o passe nos animais com todo amor e sempre foi  beneficiado e ajudado pelos Bons Espíritos .

No Livro Conduta Espírita, ditado pelo Espírito de André Luiz, que fala favoravelmente aos recursos mediúnicos aos animais, fica claro que é um ato de caridade e de amor ao próximo, que significa tudo que tem vida.

“No recurso aos animais doentes , usar os recursos terapêuticos possíveis , sem desprezar mesmo aqueles de natureza mediúnica, que aplique a seu próprio favor”.

 

Foto ilustrativa: http://www.freepik.com/

Deixe seu comentário: