QUER RECEBER NOSSAS NOTÍCIAS EXCLUSIVAS?

“Um dos aspectos notáveis da evolução espiritual humana é que todos os doentes da alma se tornam médicos por sua vez.” Bezerra de Menezes

Artigos

O que é uma doença psicossomática?

Enviado em 27 de julho de 2016 | No programa: Ciclo Alimentar | Escrito por Antonio Carlos Lima | Publicado por Juliana Chagas

Desenho de um coração com curativos

Você já sentiu dores ou sintomas que os médicos não conseguiam identificar?  Talvez você tenha uma doença psicossomática.

O que é uma doença psicossomática?

Na Antiguidade, a doença era apresentada como manifestação de forças sobrenaturais, e os processos de cura passavam por rituais religiosos, a literatura médica está cheia de relatos sobre isso.

Aos poucos, outras visões foram dando conta da necessidade de um equilíbrio e também de tratar a alma, já no campo da psicologia, o estudo das doenças psicossomáticas passou a ter bastante importância.

É comum, no entanto, parecer que algumas situações são minimizadas quando ouvimos frases como “isso é psicológico” ou que é “apenas algo da sua cabeça”. Mas não é justamente na cabeça que reside o cérebro, responsável pelas funções do corpo?

Os pesquisadores descobriram que é possível somatizar o estresse que começou como um conflito emocional e pode virar doença ou sintoma.

É o caso de problemas de estômago ou dores de cabeça que resultam de ansiedade, há ainda casos de perda de cabelos.

Nesses casos, é preciso identificar a causa do problema, pois apenas a medicação não resolve, já que o fator que desencadeou a doença psicossomática continuará acontecendo. Isso se dá graças à ação do hipotálamo.

Hipotálamo essa glândula produz hormônios que controlam funções orgânicas, quando alteradas pelas emoções e pelos sentimentos, elas acabam reagindo e acarretando doenças.

Como problemas respiratórios, gastrointestinais, de pele ou mesmo circulatórios, é por isso que, muitas vezes, as pessoas tremem, têm dores de barriga ou rangem os dentes.

Uma doença psicossomática pode não se manifestar se a pessoa estiver bem e reaparecer quando o paciente estiver com outros problemas associados.

Tipos

Querem uns exemplos disso: diarreia, herpes, resfriados, psoríase, entre outras, os principais sintomas são estresse, dores de cabeça ou de barriga, palpitações, tremores, boca seca, enjoo, náusea, perda de desejo sexual e baixa autoestima.

Todos esses sinais misturam emoções, e pode haver um aumento da irritabilidade, e odiagnóstico muitas vezes é complicado, devido à dificuldade de admitir que o problema possa não ser físico, para prevenir uma doença psicossomática, autoconhecimento e vida saudável ajudam.

Ao identificar algum dos sintomas citados ou qualquer situação de estresse acima do normal, o ideal é procurar ajuda de um psicólogo ou um psiquiatra para o tratamento começar logo.

Em geral, a terapia é associada a hábitos que devem ser seguidos pela vida toda, tais como afastar-se ou mudar a postura em relação ao que desencadeia o problema.

 

Foto ilustrativa: freeimages.com

Deixe seu comentário: