QUER RECEBER NOSSAS NOTÍCIAS EXCLUSIVAS?

“O Espiritismo é a chave com o auxílio da qual tudo se explica de modo fácil.” Allan Kardec

Artigos

O significado da energia sexual

Enviado em 11 de fevereiro de 2016 | No programa: Pronto Atendimento | Escrito por Silvio Luiz Lemos | Publicado por Mariana Fridman

 

 

energia

Energia sexual. Fonte: Tumblr.com

“A energia sexual, como recurso da lei de atração, na perpetuidade do Universo, é inerente à própria vida, gerando cargas magnéticas em todos os seres, à face das potencialidades criativas de que se reveste.” Emmanuel – Chico Xavier

 

O conhecimento espírita nos diz claramente que ao espírito encarnado não é permitido manipular força mais poderosa do que a produzida pelo sexo. Instrumento Divino de perpetuação da espécie, força de atração necessária a união dos seres, repositório de energia criativa, o sexo se reveste de ação Divina nas mãos da criatura humana.

Forçoso inferir que o mau uso desta ferramenta Divina tem sido causa de perdição a muitos de nós, tudo em face da condição em que a grande maioria dos espíritos encarnados na Terra se encontra frente ao processo evolutivo, com predomínio do egoísmo e do orgulho.

Assim, via de regra, a criatura humana se vê em desequilíbrio face ao sexo, conduzindo-se exclusivamente no campo das sensações, de forma irresponsável diante dos sentimentos alheios, escravos das paixões, e com isso, gerando compromissos de reparação face ao mau uso deste recurso Divino.

Entretanto, não devemos, em razão dos desvios e dos excessos cometidos, deixar de reconhecer a fonte fecunda de energia benéfica e criadora da qual se reveste o sexo.

Como tudo mais, nossas intenções, o uso que fazemos e os resultados obtidos é o que dão significado as experiências que a vida nos proporciona.

“O sexo é manancial de criação divina, que não pode se responsabilizar pelos abusos daqueles que o deslustram.” André Luiz – Chico Xavier

Sublimar a nossa ação no campo da sexualidade, buscando sustenta-la em sentimentos amadurecidos no campo da responsabilidade e observando o dever que nos cabe atender na vida de relações, eis nosso caminho.

Por fim, ao nos depararmos com equívocos nossos ou de nossos semelhantes, não nos arvoremos de juízes ou ainda, nos entreguemos a culpa, ao contrário, estando nesta situação, tenhamos paciência e sejamos indulgentes, pois é apenas o tempo, aproveitado com trabalho disciplinado no campo do bem, que irá proporcionar a quem quer que seja, disciplina e correção, portas de acesso aos sublimes recursos que a energia sexual pode nos proporcionar.

 

Tenhamos o bom senso de controlar o instinto não com a paixão egoísta que busca a qualquer preço satisfazer o próprio interesse, permitindo assim que o amor nos conduza pelas sendas da experiência humana em todos os campos.

Fica o alerta:

“Não queira a sua felicidade ao preço do alheio infortúnio, porque todo desequilíbrio da afeição desvairada será corrigida, à custa da afeição torturada, através da reencarnação.”  André Luiz

 

 

Deixe seu comentário: