QUER RECEBER NOSSAS NOTÍCIAS EXCLUSIVAS?

“Um dos aspectos notáveis da evolução espiritual humana é que todos os doentes da alma se tornam médicos por sua vez.” Bezerra de Menezes

Artigos

Os valores eternos – Parte 2

Enviado em 25 de fevereiro de 2015 | No programa: | Escrito por José Augusto Pinheiro | Publicado por Rádio Boa Nova

Várias mãos juntas

Nós estamos detalhando as principais virtudes que podem/devem ser desenvolvidas por quem deseja superar as crises do momento, e ser uma pessoa melhor – antes de pensar em superar as carências materiais. A fonte é o livro “Você pode fazer os seus milagres”, de Napoleon Hill. São doze as grandes riquezas da vida…

Acesse as duas primeiras e confira abaixo a sequência:

3 – Harmonia nas relações humanas – “Nossa primeira responsabilidade é estabelecer a harmonia dentro de nós. Isto requer o domínio do medo, a manutenção de atitude mental positiva e a adoção de um objetivo principal na vida, por trás do qual será construída uma fé permanente em sua conquista. Esteja em paz consigo mesmo e não terá dificuldade em relacionar-se com os outros com espírito de harmonia”.

4 – Libertação do medo – “Nenhum homem escravizado pelo medo é rico; tampouco livre. O medo é o arauto do mal, um insulto ao Criador que deu ao homem os meios de rejeitar tudo de indesejável através do controle do poder mental. Antes de testar-se com relação à libertação do medo, investigue profundamente a sua alma até ter certeza de que nenhum medo está escondido em você. E lembre-se, quando esses medos tiverem se transformado em fé, você terá chegado ao ponto onde poderá apoderar-se de sua mente, e através desse poder conseguir tudo o que deseja na vida.”

5 – Esperança de futuras conquistas – “A esperança é a precursora do maior de todos os estados de espírito: a Fé! A esperança nos ampara em tempos de emergência, quando sem ela o medo tomaria conta. A esperança é a base da mais profunda forma de felicidade que vem da perspectiva do sucesso, embora ainda não alcançado, em algum plano ou objetivo. Pobre, portanto, é a pessoa que não consegue olhar para o futuro com a esperança de tornar-se a pessoa que gostaria de ser, ou conseguir a posição que gostaria de ter na vida, ou ainda alcançar o objetivo que deixou de conquistar no passado.” Continua…

Foto ilustrativa: knobel.com.br

Deixe seu comentário: