QUER RECEBER NOSSAS NOTÍCIAS EXCLUSIVAS?

“A caridade dos Céus é fonte que não se esgota.” Auta de Souza

Artigos

Que tal acompanhar as dicas da semana?

Enviado em 21 de agosto de 2015 | No programa: | Escrito por Vanessa Cavalcanti | Publicado por Juliana Chagas

Os depoimentos, a mensagem, a receita e a poesia espírita você encontra aqui!

Envie suas dicas pelo e-mail: ouvinte@radioboanova.com.br 

Depoimentos

Suely Heinecke: Quando achava que minha depressão não ia passar, meus amigos, o centro espírita e principalmente a Rádio Boa Nova fizeram diferença em minha vida. Estou bipolar e a crise se acalmou. Não brigo mais com meus remédios e a depressão passou. Consegui falar no programa “Novamente” com Dr. João Lourenço e almas queridas com Dora e Adão Nonato. E ainda tenho a oportunidade de rever os programas… Agradeço de coração e alma a todos da Boa Nova, já acordo com Willian Sanches, Manoel Bolonha, enfim vocês todos fazem a diferença em minha vida! Obrigada!

 

Rita Maria de Laurentis: Sem dúvida é um dos melhores meios para divulgar a Doutrina Espírita e ajudar muitas pessoas que não têm acesso a um centro espírita, ou mesmo à internet, nela contamos com uma vasta programação de cunho médico, terapeuta, psicológico, espiritual, espiritualista, jornalístico, jurídico e musical, uma verdadeira amiga e companheira para quem mora só, como eu, que embora sozinha nunca estou solitária pois ainda contamos com a participação de muitos amigos dos quais muito aprendemos a respeitar e amar mesmo não os conhecendo pessoalmente. Amo essa rádio.

Receita

Peixe assado com cebola roxa

peixe-assado

Ingredientes:

4 postas de cação limpo
Sal e pimenta-do-reino a gosto
3 cebolas roxas
1 copo (americano) de vinho branco

Modo de preparo:

Tempere o peixe com o sal e a pimenta e deixe descansar por uma hora.

Corte as cebolas em rodelas não muito grossas e transfira para uma assadeira untada.

Faça uma camada com metade das cebolas e ponha o peixe por cima.

Coloque sobre o peixe as cebolas restantes e regue com o vinho branco.

Cubra com papel-alumínio e leve ao forno médio, preaquecido, por 20 minutos, aproximadamente, ou até o peixe ficar macio.

Sirva em seguida.

Fonte da receita e foto: http://mdemulher.abril.com.br/receitas/delicias-da-calu/peixe-assado-com-cebola-roxa

Mensagem

Mecanismos da Mediunidade

Eis, acima, o título de um dos mais importantes livros da lavra de André Luiz, devido à parceria mediúnica entre ChicoMesa de reunião mediúnica Xavier e Waldo Vieira – infelizmente, porém, muito pouco conhecido e muito pouco citado pelos estudiosos do assunto.

Paira sobre o referido volume certa desinformação de que se trata de obra demasiadamente “científica”, e que, portanto, seria inacessível ao entendimento da maioria – o que não corresponde à realidade.
Hoje, no entanto, no singelo espaço deste Blog, deliberamos transcrever de “Mecanismos da Mediunidade” pequeno texto inserido no seu capítulo 18 – “Efeitos Intelectuais” –, devido à psicografia de Chico Xavier. O assunto em pauta está no parágrafo intitulado “Passividade Mediúnica”, e, sem dúvida, encerra extraordinária síntese.
“Se o médium consegue transpor, valoroso, a faixa de hesitações pueris, entendendo que importa, acima de tudo, o bem a fazer, procura ofertar a reta conduta, no reflexo condicionado específico da prece, à Espiritualidade Superior, e passa, então, a ser objeto da confiança dos Benfeitores desencarnados que lhe aproveitam as capacidades no amparo aos semelhantes, dentro do qual assimila o amparo a si mesmo.
Quanto mais se lhe acentuem o aperfeiçoamento e a abnegação, a cultura e o desinteresse, mais se lhe sutilizam os pensamentos, e, com isso, mais se lhe aguçam as percepções mediúnicas, que se elevam a maior demonstração de serviço, de acordo com as suas disposições individuais.”
Procuremos destacar e traduzir:
– “transpor (…) hesitações pueris” – vencer dúvidas, questionamentos, comodismo, etc.
– “acima de tudo, o bem a fazer” – desejo de auxiliar, de ser útil – amor ao próximo!
– “reta conduta, no reflexo condicionado específico da prece” – sinceridade de propósitos, honestidade, transparência, fé.
– “CONFIANÇA DOS BENFEITORES DESENCARNADOS” – que, então, passarão a valer-se de suas possibilidades mediúnicas, ainda que diminutas e incipientes.
– “o aperfeiçoamento e a abnegação, a cultura e o desinteresse” – note-se que a questão cultural, embora importante, não é prioritária – está citada em 3º lugar!
– “mais se lhe sutilizam os pensamentos” – INTUIÇÃO, NO AGUÇAR DE SUAS PERCEPÇÕES.
Vejamos que André Luiz não se refere, propriamente, a uma técnica de desenvolvimento mediúnico – a questão, óbvio, está mais ligada ao nível de espiritualidade que o médium consegue alcançar em seu esforço de renovação.
Os Espíritos Amigos não tutelam empreendimentos mediúnicos levados a efeito por instrumentos que não lhes inspirem confiança – desinteresse e sinceridade não são meras palavras!
Aparência de bondade não é bondade.
Aparência de sinceridade não é sinceridade.
Aparência de idealismo não é idealismo.
Desejo de servir não se confunde com desejo de ser servido.
Mediunidade não é trampolim para a fama.
Mediunidade é enxada nas mãos do lavrador, que, assim, é chamado a carpir a gleba de si mesmo, de maneira incansável, extirpando imperfeições.
É somente assim – permitam-me a expressão – que a “coisa” funciona!…
De outra maneira, não pensem que, com esse ou aquele médium, nós, os desencarnados já algo lúcidos, tenhamos algum tempo a perder.

 

Inácio Ferreira

Poesia

Chance

Há chance de amar,

há chance de esquecer.

Há chance para tudo,

quando existe o bem-querer.

Não há nada que não se consiga,

quando há chance de reverter.

Quando tudo parece estar no fim,

há chance de recomeçar.

Não fujas das chances, enquanto

há tempo de pensar.

 

Décio Dalke

Deixe seu comentário: