QUER RECEBER NOSSAS NOTÍCIAS EXCLUSIVAS?

“Antes de tudo precisamos entender que nada sabemos. Então, estaremos conscientes de nossa ignorância e capazes de aprender.” Centenário de J. Herculano Pires

Artigos

Sopa Fraterna

Enviado em 21 de novembro de 2016 | No programa: Espiritismo: Uma Luz Para Nossos Dias | Escrito por André Luis Chiarini Villar | Publicado por Juliana Chagas

Já faz algumas semanas que venho recebendo cartas amigas, me solicitando a possibilidade de escrever um artigo sobre a sopa fraterna, e noto que esse assunto merece de minha parte uma atenção grande, pela importância que essa atividade representa para uma casa espírita.

Sopa

Todos os sábados pela manhã, nos encontramos no Núcleo Assistencial Espírita Cristão Chico Xavier, em Itapira-SP, cidade onde moramos, e, nessas manhãs encantadoras de sábado, participamos da sopa fraterna.

E não sei se digo “sopa fraterna” ou “escola abençoada para minha alma”, pois são tantos exemplos e lições que colho durante esta atividade, que em outra ocasião, uma palestra, por exemplo, não me dão. Certa feita um benfeitor amigo me disse:

― André, a sopa é uma grande escola, pois os encarnados dão os alimentos materiais e recebem os alimentos espirituais.

Eu, em minha pobreza extrema, confesso que tive um pouco de dificuldade para compreender o que o benfeitor amigo me disse. Mas o tempo vai passando e vamos começando a compreender algumas coisas que antes não compreendíamos. E noto hoje que o maior beneficiário numa sopa fraterna não são aqueles que lá vão em busca de um prato fumegante, mas sim nós, outros, que nos propomos a realizar essa atividade tão bendita e abençoada.

Hoje, entretanto, noto com preocupação que muitas casas estão deixando as atividades da sopa para abrir cursos disso e daquilo, para realizar isso e aquilo. E nós não podemos nos esquecer  de que os cursos e as palestras são muito importantes, mas do que adianta saber muito, se não sabemos colocar em prática?

Tenho comigo uma frase de Chico Xavier que marcou muito: “Quem sabe pode muito; quem ama pode mais”. Pronto! 
Aí está um belo ensinamento complementado por outro, de Allan Kardec, que nos diz: “Espíritas amai-vos e instruí-vos”; o amar vem em primeiro lugar. E depois a instrução. Hoje vemos muitas mentes privilegiadas pelo conhecimento… Mas para que valem essas mentes se não  estenderem as mãos para ninguém?

Amemos mais e aprendamos cada dia mais. 

 

Foto ilustrativa: pexels.com

 

Deixe seu comentário: