QUER RECEBER NOSSAS NOTÍCIAS EXCLUSIVAS?

“De nada adianta crer, se sua crença não o faz dar sequer um passo na senda do progresso.” Allan Kardec

Artigos

Ter e Ser

Enviado em 10 de abril de 2014 | No programa: Pensamento e Vida | Escrito por Antonio Carlos Tarquinio | Publicado por Rádio Boa Nova

Sombra de mulher meditandoA iniciativa de se completar com as coisas é antiga, a crítica a esse modo enganoso de dessedentar a alma, também. Ambas derivam diretamente da visão de mundo e da prática de vida concomitante.

Por isso que ensinar philosophia socrática nos dias de hoje só é possível problematizando o sentido de viver e a cosmovisão que lhe serve de base. O discurso antigo que ama por o “ser” contra o “ter” é tão-somente a ponta do iceberg.

Trata-se de uma simplificação do problema e que geralmente desvia a visão do horizonte imenso que se abre aos nossos olhos quando meditamos sobre os nossos pertences com a atenção (prosokhé) voltada para o “ser”. Quando lançamos nossas mãos ao encontro do mundo despidas de quaisquer interesses (lucros/ganhos) elas não voltam vazias, elas nos trazem um tesouro inestimável…

Elas nos põem em contato com o mundo enquanto mundo. Este deixa de ser, para nós outros, o espelho de nossas projeções, de nossos medos e inseguranças… Experimentamos o hó Kósmos tal qual experimentaram os inventores dessa palavra grandiosa…

A philosophia socrática nos propõe o cuidado de nós próprios para que não nos identifiquemos com as coisas em torno de nós, confundindo o-ser-que-nós-somos com o ser-das-coisas… Quem consegue libertar-se desse círculo vicioso descobre o (eu dzein) a vida boa, e habita na paz.

Todo o trabalho que cabe ao estudioso de philosophia, se ele quer aprender com ela, é o de se convencer de que a Paz é a maior riqueza que alguém pode conquistar na vida.

Será que haveria, será que encontraríamos algum neófito (recém-plantado) realmente interessado na expulsão da inquietude dentro de si próprio a fim de que se pacifique seu mundo interior? Será que já despertou em sua consciência a necessidade de paz?

 

Foto ilustrativa: stock.xchng

Deixe seu comentário: