QUER RECEBER NOSSAS NOTÍCIAS EXCLUSIVAS?

“Um dos aspectos notáveis da evolução espiritual humana é que todos os doentes da alma se tornam médicos por sua vez.” Bezerra de Menezes

Artigos

Um pouco de poesia para encerrarmos bem a semana!

Enviado em 25 de setembro de 2014 | No programa: | Escrito por Vanessa Cavalcanti | Publicado por Rádio Boa Nova

As ouvintes Rita de Cassia e Maria Paula da Silva enviaram lindos depoimentos para a RBN. Confira abaixo!

Veja também conhece a nossa dica de sobremesa deliciosa desta semana, a mensagem e a poesia “Primavera”.

Este é o seu espaço! Participe enviando também o seu depoimento e as suas dicas pelo e-mail: ouvinte@radioboanova.com.br

Depoimentos

Rita de Cassia de Jesus (São Paulo/SP): A RBN é tudo de bom e só acrescenta em nossas vidas.

 

Maria Paula da Silva (Castilho/SP): Eu sou espírita a 13 anos ouço a Rádio Boa Nova todos os dias. Minha mãe é espírita desde os 18 anos eu frequento a Fraternidade Espírita André Luiz . Muito obrigada por me atender. Bjs

Receita

Sorvete de copinho com doce de leite

Sorvete de copinho

Ingredientes:

  • 2 potes de sorvete de sabores diferentes
  • Castanhas ou paçoca
  • Doce de leite
  • Bombons
  • Copinhos
  • Palitos de sorvete

Modo de preparo:

  1. No copinho, coloque todos os ingredientes em camadas, colocando a quantidade e a ordem como preferir, depois leve ao congelador para ficar mais fresquinho.
  2. Para saborear, retire o copinho e pronto. Uma deliciosa sobremesa pronta para ser devorada.

Mensagem

Indicação de um Amigo

Nunca se diga inútil. Por agora: você não é um anjo.

No entanto é capaz de ser uma pessoa reta e nobre; não terá santidade para mostrar, mas possui vastas possibilidades de agir em benefício do próximo; não apresenta qualidades perfeitas, contudo, você detém recursos preciosos de servir. Talvez não consiga revelar alto índice de cultura intelectual, porém, consegue amparar a muitos companheiros com excelente orientação.

Provavelmente, não lhe será possível movimentar grandes riquezas do mundo, entretanto nada lhe impedirá o esforço de acumular tesouros de bondade no coração e de irradiai-los em gestos de compreensão e de amor. Por fim é provável que você ainda não conheça o que seja a felicidade, mas pode adquiri-la se você quiser, aprendendo a trabalhar em favor dos outros e entender a perdoar, encorajar e sorrir.

Poesia

Primavera

A primavera chegará, mesmo que ninguém mais saiba seu nome, nem acredite no calendário, nem possua jardimFlores laranjas para recebê-la. A inclinação do sol vai marcando outras sombras; e os habitantes da mata, essas criaturas naturais que ainda circulam pelo ar e pelo chão, começam a preparar sua vida para a primavera que chega.

Finos clarins que não ouvimos devem soar por dentro da terra, nesse mundo confidencial das raízes, — e arautos sutis acordarão as cores e os perfumes e a alegria de nascer, no espírito das flores.

Há bosques de rododendros que eram verdes e já estão todos cor-de-rosa, como os palácios de Jeipur. Vozes novas de passarinhos começam a ensaiar as árias tradicionais de sua nação. Pequenas borboletas brancas e amarelas apressam-se pelos ares, — e certamente conversam: mas tão baixinho que não se entende.

Oh! Primaveras distantes, depois do branco e deserto inverno, quando as amendoeiras inauguram suas flores, alegremente, e todos os olhos procuram pelo céu o primeiro raio de sol.

Esta é uma primavera diferente, com as matas intactas, as árvores cobertas de folhas, — e só os poetas, entre os humanos, sabem que uma Deusa chega, coroada de flores, com vestidos bordados de flores, com os braços carregados de flores, e vem dançar neste mundo cálido, de incessante luz.

Mas é certo que a primavera chega. É certo que a vida não se esquece, e a terra maternalmente se enfeita para as festas da sua perpetuação.

Algum dia, talvez, nada mais vai ser assim. Algum dia, talvez, os homens terão a primavera que desejarem, no momento que quiserem, independentes deste ritmo, desta ordem, deste movimento do céu. E os pássaros serão outros, com outros cantos e outros hábitos, — e os ouvidos que por acaso os ouvirem não terão nada mais com tudo aquilo que, outrora se entendeu e amou.

Enquanto há primavera, esta primavera natural, prestemos atenção ao sussurro dos passarinhos novos, que dão beijinhos para o ar azul. Escutemos estas vozes que andam nas árvores, caminhemos por estas estradas que ainda conservam seus sentimentos antigos: lentamente estão sendo tecidos os manacás roxos e brancos; e a eufórbia se vai tornando pulquérrima, em cada coroa vermelha que desdobra. Os casulos brancos das gardênias ainda estão sendo enrolados em redor do perfume. E flores agrestes acordam com suas roupas de chita multicor.

Tudo isto para brilhar um instante, apenas, para ser lançado ao vento, — por fidelidade à obscura semente, ao que vem, na rotação da eternidade. Saudemos a primavera, dona da vida — e efêmera.

Cecília Meireles

Fonte: mensagemespirita.com.br, Catraca Livre, mensagenscomamor.com

Foto: stock.xchng, www.juv.com.br

Deixe seu comentário: