QUER RECEBER NOSSAS NOTÍCIAS EXCLUSIVAS?

“Mediunidade é a faculdade humana, natural qual se estabelecem as relações entre homens e espíritos.” Centenário de J. Herculano Pires

Artigos

A Vida de Jesus

Enviado em 24 de dezembro de 2014 | No programa: Abrindo a Bíblia | Escrito por Severino Celestino | Publicado por Rádio Boa Nova

Jesus ensevando

Perguntamos para o comunicador do programa “Abrindo a Bíblia”, Severino Celestino como foi a infância de Jesus, particularidades sobre a vida do Mestre que ainda não conhecemos e como praticar os ensinamentos Dele em nosso dia a dia. Descubra as respostas:

RBN – Como foi a infância de Jesus?

Severino: A infância de Jesus foi cheia de acontecimentos curiosos e particulares em todos os sentidos. Nasce numa manjedoura. Recebe visita de astrônomos persas. É perseguido por Herodes e seu pai, José, foge com Maria para o Egito. Passam seis meses residindo em uma gruta no Cairo, onde hoje sobre ela, existe a igreja de São Sergio. Após a morte do rei Herodes, José e Maria voltam do Egito e vão residir em Nazaré, uma aldeia pequena e sem importância situada na Galileia.

É ali que Jesus cresce e em virtude da simplicidade da pequena aldeia, é considerado sem importância por Natanael quando Filipe lhe anuncia ter encontrado em Jesus, o Messias.

São os evangelhos apócrifos que registram muitos acontecimentos da vida de Jesus menino e que não constam nos evangelhos canônicos. Os principais evangelhos apócrifos que falam da infância de Jesus são: os apócrifos de Tiago, Pedro e Tomé. Eles falam que Jesus fez muitas proezas como menino. Algumas delas foram até criticadas por um certo judeu que vai se queixar a José sobre Jesus.

Existem alguns fatos ou acontecimentos narrados no Evangelho apócrifo chamado Pseudo –Tomé a respeito das realizações miraculosas de Jesus. Ele fala que Jesus construía passarinhos de barro e depois os fazia voar. Acrescenta que Jesus curou seu irmão Tiago que foi mordido por uma serpente soprando no local onde a víbora o picou. Ressuscitou um menino chamado Zenon que caiu de um terraço e depois morreu.

Conhecemos através dos evangelhos canônicos, sua proeza aos doze anos, discutindo com os doutores no Templo de Jerusalém.

Cremos que o Jesus menino foi realmente uma criança diferente e especial e tudo que for dito sobre este período de sua vida, pode ser considerado verdadeiro.

RBN – Quais são as curiosidades sobre a vida do Mestre que ainda não conhecemos?

Severino: A maioria dessas curiosidades se encontram nos evangelhos apócrifos que citamos na questão anterior. Estes evangelhos começaram a circular a partir da metade do século II, como resultado de histórias e fatos narrados sobre a vida de Jesus. Ali existem informações diversas acerca da vida de Jesus. Podemos citar a descida de Jesus ao Hades ou inferno depois da morte (Evangelho de Nicodemos e Epístola de Pedro).

O “Protoevangelho de Tiago”, o “Pseudo Mateus” e o “Pseudo Tomé”, por exemplo, narram dados da vida de Jesus, de Maria e de José que não aparecem nos evangelhos canônicos; por exemplo, pelo “Protoevangelho de Tiago”, conhecemos a presença do boi e da mula na gruta da Natividade e o nome dos pais de Maria – Joaquim e Ana.

Outro apócrifo ”O Evangelho Segundo os Hebreus” fala da existência do sudário ou lençol que envolveu o corpo de Jesus após sua morte confirmando o  que está registrado em Lucas 23:53.

O Evangelho de Pedro descreve com detalhes o momento preciso da Ressurreição de Jesus.

Existem ainda muitos outros fatos narrados sobre a vida de Jesus que nos foram legados pelas Psicografias do nosso estimado Chico Xavier nas obras de Emmanuel e Humberto de Campos.

Assim se confirma o que fala João, o Evangelista no versículo 24 do capítulo 21 encerrando o seu Evangelho: “Há, porém, muitas outras coisas que Jesus fez. Se fossem escritas uma por uma, creio que o mundo não poderia conter os livros que se escreveriam”.

RBN – Como praticar em nosso cotidiano os ensinamentos de Jesus?

Severino: Os ensinamentos de Jesus são profundos e muito simples de compreensão. Porém praticá-los no cotidiano não é tão fácil para a maioria das pessoas. Para nós que habitamos neste planeta de “expiação e provas” com o nível evolutivo que possuímos, encontramos muitas dificuldades em praticar os ensinamentos de Jesus.

Amar os nossos inimigos, perdoar setenta vezes sete vezes os males que nos causam, orar pelos que nos caluniam e nos perseguem são orientações que necessitam de muita evolução para uma prática cotidiana.

Acredito que apesar de todas estas dificuldades existentes, não é impossível praticar. Comecemos pelas coisas mais simples, as que inicialmente possam estar ao nosso alcance. Com o tempo e com o exercício diário podemos aos pouco, ir aprofundando através da renúncia pessoal, da preocupação com os outros e assim com uma pequena prática a cada dia, poderemos atingir o objetivo.

Necessitamos lembrar que Jesus pediu o difícil, porém não pediu o impossível. Somos capazes de realizar muito, se praticarmos a nossa reforma interior. Jesus nos deixou a receita e nos orientou para o bom caminho e sabemos que toda conquista tem um preço. A conquista que Jesus nos propõe tem como preço chamado AMOR.

 

Feliz Natal.

 

Foto ilustrativa: elportalsagrado.com.ar

Deixe seu comentário: