29 de agosto: Aniversário de Bezerra de Menezes

bezerra de menezesEm 29 de agosto de 1831, na antiga Freguesia do Riacho do Sangue, hoje Jaguaretama, no Ceará, nascia Adolfo Bezerra de Menezes. Considerado um dos grandes nomes da doutrina espírita, Bezerra de Menezes, foi médico, jornalista e escritor.

No ano de 1838, ingressou na escola pública de Vila do Frade, terminando seu período acadêmico em 1856, quando se formou na Faculdade de Medicina do Rio de Janeiro. Bezerra passou a atender em um consultório de um amigo da faculdade, de forma gratuita. Esta ação rapidamente circulou pelo bairro, por isso, ele ficou conhecido como “O Médico dos Pobres”.

Já em 1858, casou-se com sua primeira esposa, Maria Cândida de Lacerda. Sua esposa voltou ao plano espiritual em 1863, e após esse fato, Bezerra de Menezes começou sua carreira jornalística e em 1861 virou redator no “Anais Brasilienses de Medicina”, publicação da Academia Imperial de Medicina.

Bezerra de Menezes e o espiritismo

Bezerra conheceu a doutrina espírita no ano de 1875, após o lançamento da tradução em português de O Livro dos Espíritos. A partir deste conhecimento se converteu para o espiritismo e se convenceu que era um “espírita de nascença”.

O “Médico dos Pobres” se tornou um dos precursores do espiritismo no país. E ainda, neste período foi fundada a revista O Reformador que reunia os interessados em difundir os ensinamentos espíritas. E Augusto Elias da Silva, fundador da revista, convocou seus companheiros e juntos fundaram a Federação Espírita Brasileira, FEB.

Bezerra de Menezes durante alguns anos foi presidente da FEB, e ainda, sempre lutou pela união do movimento.

Sua índole caridosa, perseverança e disposição amorosa junto com sua militância na divulgação e reestruturação do movimento espírita no país fizeram com que Bezerra de Menezes fosse considerado o “Kardec Brasileiro”.

Para finalizar, confira 10 dicas de Bezerra de Menezes para a sua vida:
  • Não basta rogar ajuda para si. É indispensável o auxílio aos outros.
  • Não vale a revelação de humildade na indefinida repetição dos pedidos de socorro.É preciso não reincidirmos nas faltas.
  • Não há grande mérito em solicitarmos perdão diariamente. É necessário desculparmos com sinceridade as ofensas alheias.
  • Não há segurança definitiva para nós se apenas fazemos luz na residência dos vizinhos. É imprescindível acendê-la no próprio coração.
  • Não nos sintamos garantidos pela certeza de ensinarmos o bem a outrem. É imperioso cultivá-lo por nossa vez.
  • Não é serviço completo a ministração da verdade construtiva ao próximo. Preparemos o coração para ouvi-la de outros lábios, com referência às nossas próprias necessidades, sem irritação e sem revolta.
  • Não é integral a medicação para as vísceras enfermas. É indispensável que não haja ódio e desespero no coração.
  • Não adianta o auxílio do Plano Superior, quando o homem não se preocupa em retê-lo. Antes de tudo, é preciso purificar o vaso humano para que se não perca a essência divina.
  • Não basta suplicar a intercessão dos bons. Convençamo-nos de que a nossa renovação para o bem, com Jesus, é sagrado impositivo da vida.
  • Não basta restaurar simplesmente o corpo físico. É inadiável o dever de buscarmos a cura espiritual para a vida eterna.

 

Você gostou deste conteúdo?

Todo o conteúdo produzido pela Fundação Espírita André Luiz é aberto e gratuito e, com a sua ajuda, sempre será.

Ao todo são transmitidas 180 horas mensais de programas ao vivo e 240 horas mensais de programas inéditos através de nossos canais de comunicação: Rádio Boa Nova, Tv Mundo Maior e Portal do Espírito. Nós acreditamos que o acesso aos ensinamentos da doutrina espírita muda o mundo, mas manter uma estrutura deste porte é muito caro, por isso a importância do apoio de nossos leitores.

Quando você apoia iniciativas como a nossa, você faz com que pessoas que não podem pagar pela informação continuem tendo acesso a ela.

Ajude o espiritismo a alcançar mais pessoas

Apoie essa causa <3

leave a reply

WhatsApp chat