Evangelho: Amar ao próximo como a nós mesmos

amar ao próximo como a nós mesmos

Como amar ao próximo como a nós mesmos?

Antes de mais nada, vamos falar sobre: o amor, que  fixa morada, da paz aos homens e sono à dor. O amor é a mais pura energia, e ainda, ele está presente em cada um de nós.  E um dos ensinamentos de Jesus é: amar ao próximo como a si mesmo.

Amar ao próximo como a nós mesmos

No capítulo 11, de O Evangelho Segundo o Espiritismo, encontramos a seguinte passagem:

Os fariseus, tendo sabido que Ele tapara a boca aos saduceus, reuniram-se; e um deles, que era doutor da lei, para o tentar, propôs-lhe esta questão: “Mestre, qual o mandamento maior da lei?”

Jesus respondeu: “Amarás o Senhor teu Deus de todo o teu coração, de toda a tua alma e de todo o teu espírito; este o maior e o primeiro mandamento. E aqui tendes o segundo, semelhante a esse: Amarás o teu próximo, como a ti mesmo. Toda a lei e os profetas se acham contidos nesses dois  mandamentos.” (Mateus, 22:34 a 40.).

Essa expressão é a mais completa da caridade, já que resume todos os deveres do homem com o próximo. Afinal, não é possível encontrar um guia mais seguro para tomar como padrão do que esse. Já que devemos fazer aos outros, aquilo que desejamos para nós mesmos.

Com que direito exigiríamos dos nossos semelhantes melhor proceder, mais indulgência, mais benevolência e devotamento para conosco, do que os temos para com eles?

E ainda, a prática desse ensinamento leva a destruição do egoísmo. Já que quando passamos a adotar essa regra de conduta, passamos a compreender a verdadeira fraternidade. E ainda, o ódio desaparecerá, e o que irá prevalecer é a união, a concórdia, a benevolência, o amor.

Para finalizar, sabemos que não somos capazes de amar a tudo e a todos, porém, Deus, espera que não tenhamos ódio em nossos corações.

Espiritismo

E a doutrina espírita é de ordem divina, além disso, nos ensina que o amor e o coração devem caminhar juntos à Ciência. Ou seja, temos que ter a fé raciocinada. E ainda, não devemos fecharmos os olhos para tudo.

Portanto, devemos amar a todos como a nós mesmo, até aqueles que possuem uma opinião diferente da nossa.

O amor ao próximo é respeitar todos de maneira igual, além de não fazer nenhuma diferença entre si mesmo e ao próximo. É a consagração do princípio: Todos os homens são irmãos, porque são filhos de Deus.

Lembrem-se da frase de Chico Xavier:

“O amor é uma força que transforma o destino”, Chico Xavier

Saiba mais sobre o tema “Amar ao próximo como a nós mesmos” no programa Espiritismo sem mistério:

deixe um comentário

WhatsApp chat