Amor e respeito aos animais 

Antes de falarmos sobre a importância de amor e respeito aos animais, vamos relembrar que a doutrina espírita nos ensina que temos o livre-arbítrio para escolher qual caminho desejamos seguir. Enquanto uns escolhem o caminho do bem, outros tendem a priorizar somente o seu bem-estar, por exemplo, através da exploração da natureza, dos animais. 

Para muitas pessoas os animais são “coisas”, por isso, acabam maltratando, explorando. Nesta semana um caso de maus tratos ganhou as redes sociais e os noticiários. Em Mairiporã, 41 pessoas foram presas em uma rinha de cachorros. De acordo com uma matéria do g1, os cachorros que foram encontrados, todos da raça pitbull, estavam muito machucados. 

Amor e respeito aos animais – doutrina espírita

A doutrina fala que os animais são como nossos irmãos mais novos, que precisam de amor, carinho, respeito. Allan Kardec, em o Livro dos Espíritos, nos ensina que os animais possuem um princípio independente da matéria que sobrevive ao corpo. 

Pois que os animais possuem uma inteligência que lhes faculta certa liberdade de ação, haverá neles algum princípio independente da matéria?

Há e que sobrevive ao corpo.

Será esse princípio uma alma semelhante à do homem?

Resp: É também uma alma, se quiserdes, dependendo isto do sentido que se der a esta palavra. É, porém, inferior à do homem. Há entre a alma dos animais e a do homem distância equivalente à que medeia entre a alma do homem e Deus”. (Questão 597, O Livro dos Espíritos)

Ou seja, os animais continuam a sua existência mesmo após o desencarne. E ainda, apesar de ficarem em uma espécie de erraticidade, os animais não são espíritos errantes porque não possuem o livre-arbítrio. 

Os animais diferentemente dos homens, não possuem o tempo da erraticidade (intervalo mais ou menos longo entre uma encarnação e outra). Quando morre, quase que instantaneamente sua alma ou energia vital é atraída, magneticamente e por afinidade a mais um processo de encarnação, Chico Xavier.

Ainda de acordo com Chico Xavier, se tratados com amor, carinho, respeito, os animais após o seu desencarne, podem permanecer até 4 anos ao lado de quem lhe deu amor. 

É uma forma de não sofrerem com a separação. Mas, eles voltam a ter a mesma vitalidade de quando eram filhotes.

Amor e respeito aos animais

Os animais amam incondicionalmente e não pedem nada em troca. Quantas vezes não chegamos em casa e somos recebidos com alegria, com amor. Por mais que sejam menos evoluídos, eles nos ensinam o que é um sentimento puro e sincero. 

Com a ajuda dos animais podemos canalizar a energia do ego para praticar ações mais construtivas. E ainda, o amor e respeito aos animais mostram que somos filhos do mesmo Pai rumo ao aperfeiçoamento. E esta proteção, este amor não vale somente para os animais de estimação. Mas sim, a todos os seres que habitam o ecossistema. 

Para finalizar, devemos nos lembrar que somos julgados pelos nossos atos. E Gandhi, disse: 

A grandeza de uma nação e seu progresso moral, podem ser julgados pela forma como os animais são tratados, Mahatma Gandhi

Quer saber mais sobre o amor e o respeito aos animais? Então, ouça o programa Nossos Irmãos aos Animais que vai ao ar toda quarta-feira, às 14h!

leave a reply

WhatsApp chat