Chico Xavier e a alma dos animais

chico xavier e a alma dos animaisConfira algumas considerações a respeito de Chico Xavier e a alma dos animais

Os animaizinhos não são espíritos errantes, ou seja, não possuem o livre-arbítrio, não são submetidos a lei de causa e efeito. E por conta disso, quando desencarnam não podem andar livremente pelo plano espiritual.

Com isso, o que a doutrina espírita tem a nos ensinar sobre a alma dos animais? Confira a seguir algumas explicações de Chico Xavier e a alma dos animais.

Você certamente já ouviu alguma história de Chico Xavier e sua cachorrinha Boneca.

O animalzinho sempre o esperava e quando o via fazia uma grande festa, pulava em seu colo, lambia seu rosto.

Chico então dizia:

– Ah Boneca, estou com muitas pulgas !!!! Imediatamente ela começava a coçar o peito dele com o focinho. Boneca morreu velha e doente. Chico sentiu muito a sua partida. Envolveu-a no mais belo xale que ganhara e enterrou-a no fundo do quintal, não sem antes derramar muitas lágrimas.

Um casal de amigos, que a tudo assistiu, na primeira visita de Chico a São Paulo, ofertou-lhe uma cachorrinha idêntica à sua saudosa Boneca. A filhotinha, muito nova ainda, estava envolta num cobertor, e os presentes a pegavam no colo, sem contudo desalinhá-la de sua manta. A cachorrinha recebia afagos de cada um.

A conversa corria quando Chico entrou na sala e alguém colocou em seus braços a pequena cachorra. Ela, sentindo-se no colo de Chico, começou a se agitar e a lambê-lo.

– Ah Boneca, estou cheio de pulgas!!! Disse Chico.

A filhotinha começou então a caçar-lhe as pulgas, e parte dos presentes, que conheceram a Boneca, exclamaram:

– Chico, a Boneca está aqui, é a Boneca, Chico!! Emocionados perguntamos como isso poderia acontecer. Chico respondeu:

– Quando nós amamos o nosso animal e dedicamos a ele sentimentos sinceros, ao partir, os espíritos amigos o trazem de volta para que não sintamos sua falta. É, Boneca está aqui, sim, e ela está ensinando a esta filhota os hábitos que me eram agradáveis.

Chico Xavier e a alma dos animais

Em uma de suas inúmeras mensagens, Chico Xavier, nos ensina que os animais quando tratados com amor, carinho e respeito, após o seu desencarne, eles podem permanecer até 4 anos do lado de quem lhe deu amor.

Ainda na mensagem Chico falou sobre a questão da erraticidade e da Lei do Progresso, que é um dos principais fundamentos da doutrina espírita.

Os animais diferentemente dos homens, não possuem o tempo da erraticidade (intervalo mais ou menos longo entre uma encarnação e outra). Quando morre, quase que instantaneamente sua alma ou energia vital é atraída, magneticamente e por afinidade a mais um processo de encarnação.

(…)Devemos lembrar que a Lei do Progresso é um dos princípios fundamentais da doutrina espírita(…)

Chico Xavier finaliza a mensagem da seguinte forma:

A alma de alguns animais podem, por exemplo a dos cachorros, retornar rapidamente para seu dono, através de outro que nasça. Mas isso ocorre, somente, por merecimento e mérito nosso. Isso nos leva a entender que assim como nós seres humanos que buscamos a evolução em direção a Jesus, também os animais buscam a evolução em direção à nós.

 

Quer conhecer histórias emocionantes sobre os animais e seus tutores? Ouça o Podcast Bichos que Fazem História

 

Unidades Feal

FUNDAÇÃO ESPÍRITA ANDRÉ LUIZ |||

Feal

Você gostou deste conteúdo?

Há décadas a FEAL - Fundação Espírita André Luiz assumiu o compromisso de divulgar conteúdos edificantes voltados ao bem estar dos seres humanos gratuitamente e, com a sua ajuda, sempre será.

Podemos contar com você?

leave a reply

WhatsApp chat
EBOOK

As nuances espirituais da
infância

As nuances espirituais da infância

Acesse de maneira totalmente gratuita o e-book As Nuances Espirituais da Infância, com matérias, entrevistas e videos exclusivos tratando o tema crianças e espiritismo.