Como lidar com a culpa, segundo o espiritismo?

Muitas pessoas sofrem por anos, ou até décadas, com o sentimento de culpa. Uns não conseguem sequer ter noção do que está acontecendo e acabam não tomando as rédeas da situação para solucionar o problema. O remorso não é considerado uma coisa terrível, pois a culpa pode provocar mudanças num comportamento que não for adequado.

Em excesso, porém, ele gera um embaraço e pesar profundos, o que pode se tornar uma situação recorrente. Espírito Joanna de Ângelis, psicografado pelo brasileiro Divaldo Franco, nos disse que a culpa é geradora de graves distúrbios e deve ser liberada a fim de que os seus danos desapareçam. 

As lembranças negativas entorpecem o entusiasmo para as ações edificantes, únicas portadoras de esperança para a libertação da culpa. Viver na terra será a oportunidade de descobrir a responsabilidade que temos diante da nossa existência.

Como lidar com o sentimento, então?

Joanna ressaltou que devemos que nos reabilitar dos erros através de ações novas. “A soma das tuas ações positivas quitará o débito moral que contraíste perante Deus. As novas ações resultarão em ações positivas e os pensamentos serão enobrecidos e renovados.”

Muito bem. Vamos nos perdoar! Pense que, muitas vezes, a culpa não é sua. Não fique procurando os culpados, mas o que poderá fazer para resolver o problema.

Fonte: O Espiritismo

Para saber mais sobre o assunto, assista:

[embedyt] https://www.youtube.com/watch?v=AxzusdQWM8s[/embedyt]

 

deixe um comentário

WhatsApp chat