QUER RECEBER NOSSAS NOTÍCIAS EXCLUSIVAS?

-->

“Estude a si mesmo, observando que o autoconhecimento traz humildade e sem humildade é impossível ser feliz.” André Luiz

Artigos

Dente quebrado

Enviado em 13 de fevereiro de 2019 | Escrito por Antonio Carlos Tarquinio | Publicado por Rádio Boa Nova

A necessidade de sobrevivência nos faz atender imediatamente a várias demandas que nos cercam os passos na vida cotidiana.

Levantar-se pela manhã em hora determinada.

Aprontar-se para o dia de trabalho e estudo que nos espera à frente.

O banho. O primeiro café antes de começar a jornada.

E com o passar das horas vamos nos desincumbindo dos encargos e

compromissos que assumimos perante à vida.

Alguns contratempos também têm o poder de nos exigir resposta imediata, quais sejam, desde um pneu furado em nosso veículo até um dente quebrado na mastigação de algum alimento.

À vista disso, é fácil perceber que ninguém escapa à obrigação da autodeterminação a fim de que objetivos sejam alcançados.

No plano da alma igualmente.

Assim como um dente quebrado a alma também pode nos doer a seu modo. As manifestações de enfermidade espiritual são inequivocamente identificáveis. Eis algumas delas:

Agonia sem motivo aparente.

Inquietações vazias.

Chateação constante.

Aborrecimento sem justificativa aceitável.

Se for esse o caso, talvez seja por nos havermos tornado daquelas

pessoas que cultivam insatisfação e descontentamento por qualquer motivo,

até os mais pueris que nos chegam à estrada.

Uma vez identificado o problema, façamos o esforço autodeterminativo

da oração, da leitura edificante, da meditação, da reflexão, improvisando algum ato de bondade para com alguém que de nós necessite – porquanto somos alma essencialmente – e o que somos essencialmente não pode ser abandonado e esquecido.

 

Antonio Carlos Tarquínio

Deixe seu comentário:

WhatsApp