Desenvolvimento da Mediunidade – O Livro dos Médiuns

Desenvolvimento da Mediunidade - O Livro dos Médiuns O Desenvolvimento da Mediunidade é o aperfeiçoamento de uma faculdade inerente a todos os seres humanos. O Espiritismo insiste no conceito que todos são médiuns para poder desmistificar algo natural e, de certo aspecto, fisiológico a organização do corpo físico e espiritual.

Há, entretanto, no processo de Desenvolvimento da Mediunidade, o entendimento dos fenômenos mediúnicos. Posteriormente é necessário a depuração de questões morais.

Em relação aos fenômenos mediúnicos, o que ocorre é um avanço de suas faculdades, o que o espiritismo entende como Mediunidade Ostensiva. A responsabilidade dessa faculdade exige do encarnado muito estudo e instrução.  

É fundamental conhecer e compreender as situações que são vivenciadas conforme cada tipo de mediunidade ou fenômeno mediúnico. As obras básicas de Allan Kardec são um excelente início de estudo, principalmente o Livro dos Médiuns.

Além dos livros, as casas espíritas oferecem cursos de doutrina que auxiliam os médiuns a conduzir, da maneira mais segura e responsável, a faculdade mediúnica. A vivência da mediunidade, assistida por uma equipe espiritual das casas espíritas, contribui para o Desenvolvimento da Mediunidade.

Porém, talvez a questão mais importante na qual o médium deve se ater é sobre o seu desenvolvimento moral. O orgulho e o egoísmo podem atrapalhar o desenvolvimento mediúnico.

Os médiuns devem compreender que a atividade da faculdade mediúnica durante uma encarnação, mais do que ensinar algo, é servir a espiritualidade superior como intermédio à humanidade.

As palavras e  ações do médium passam a servirem o bem propagando os ensinamentos de Jesus, a caridade na acepção da palavra. Os espíritos esperam utilizar de suas faculdades de tal modo a levar consolo e ensinamento aos irmãos encarnados.  

O desenvolvimento da mediunidade deve ter, portanto, boas intenções a fim de servirem os bons espíritos pela missão de divulgar o bem. Outras intenções, como o benefício próprio, são contrários aos ensinamentos de Jesus e infelizmente se desencontram às leis de Deus.

Bons médiuns são aqueles que guardam dentro de si a humildade e a intenção de auxiliar o progresso dos irmãos e do planeta Terra. A mediunidade deve ser o instrumento utilizado pelos bons espíritos para auxiliarem a evolução espiritual e encaminhar nosso mundo à regeneração.

 

Leia também:

 

Para saber mais sobre o assunto, assista:

 

Aceitando a Mediunidade – Visão Espírita

 

 

 

Desenvolvimento da Mediunidade | Mediunidade Hoje

 

Parte 1

 

 

 

Parte 2

 

 

 

Parte 3

 

 

 

 

Fonte: O Livro dos Médiuns – Cap. XVII. Imagem ilustrativa retirada de vix.com

 

Escrito por: Ricardo Guelfi de Souza

Estudante de Jornalismo na Universidade Anhembi Morumbi. Estagiário de Marketing na TV Mundo Maior.

Você gostou deste conteúdo?

Todo o conteúdo produzido pela Fundação Espírita André Luiz é aberto e gratuito e, com a sua ajuda, sempre será.

Ao todo são transmitidas 180 horas mensais de programas ao vivo e 240 horas mensais de programas inéditos através de nossos canais de comunicação: Rádio Boa Nova, Tv Mundo Maior e Portal do Espírito. Nós acreditamos que o acesso aos ensinamentos da doutrina espírita muda o mundo, mas manter uma estrutura deste porte é muito caro, por isso a importância do apoio de nossos leitores.

Quando você apoia iniciativas como a nossa, você faz com que pessoas que não podem pagar pela informação continuem tendo acesso a ela.

Ajude o espiritismo a alcançar mais pessoas

Apoie essa causa <3

leave a reply

WhatsApp chat