Educadores: grandes mestres e grandes espíritas 

No dia 15 de outubro de 1827 (dia consagrado à educadora Santa Teresa de Ávila), Dom Pedro I assinava o Decreto Imperial que criou o Ensino Elementar no Brasil, hoje conhecido como ensino fundamental. A data se tornou um marco, mas se estabeleceu como ideia de feriado a partir da proposta do professor paulista Salomão Becker, que em 1947 pediu o dia para o descanso dos professores. Essa data, porém, se tornou oficial em outubro de 1963, por um decreto do então Presidente João Goulart. 

No Brasil temos como grande nome da educação Paulo Freire, educador, escritor e filósofo. Reconhecido internacionalmente, Freire é o Patrono da Educação Brasileira e em 2021 estaria completando 100 anos, se estivesse vivo. 

Na história do Espiritismo também destacamos grandes nomes que contribuíram para a Educação e também para a divulgação da filosofia espírita. Confira abaixo quem são esses grandes mestres e grandes espíritas: 

Allan Kardec 

Essa lista não poderia começar de outra maneira se não trazendo o codificador do espiritismo, o pedagogo Hippolyte Léon Denizard Rivail, que aderiu o pseudônimo Allan Kardec no início da codificação da doutrina espírita. Rivail estudou no Castelo de Yverdon, na Suíça, e teve grande influência de Johann Heinrich Pestalozzi, pedagogista suiço. Retornando à Paris, Kardec se tornou Mestre em Letras e Ciências, pedagogo, tradutor, escritor e divulgador dos métodos de Pestalozzi. Kardec só viria a iniciar a codificação mais adiante, publicando o Livro dos Espíritos em 1857. 

Anália Franco

Anália Franco, conhecida como a Dama da Educação Brasileira, foi professora, jornalista, poetisa e filantropa brasileira. Encontrou a sua missão formando-se professora e dedicando-se de corpo e alma ao magistério público. 

Fundou a “Associação Feminina Beneficente e Instrutiva do Estado de São Paulo”, se destacou ante o machismo da época chegando ao final de sua vida com a criação de setenta e uma escolas, dois albergues, uma colônia regeneradora para mulheres, vinte e três asilos para crianças órfãs, uma banda musical feminina, uma orquestra, um grupo dramático, além de oficinas para manufatura.

Sua crença no Espiritismo era sutil e nunca exprimiu em suas obras sociais a doutrina na qual acreditava. Mostrou-se íntegra e imparcial acolhendo as diferentes crenças e construindo suas obras sociais pela caridade e instrução.

Eurípedes Barsanulfo 

Conhecido como Apóstolo da Caridade, Eurípedes Barsanulfo sempre foi muito estudioso e dedicado, destacando-se na escola foi convidado pelos professores a auxiliar os demais alunos da sala de aula, demonstrando desde cedo a aptidão para a educação. Em 1902 participou ativamente da fundação do Liceu Sacramento, e mais tarde, em 1907 fundou o Colégio Allan Kardec que funcionou até outubro de 1918, fechando suas portas em decorrência da gripe espanhola. Fundou também o “Grupo Espírita Esperança e Caridade” dedicando-se à divulgação do espiritismo e aos trabalhos de curas, auxiliado por Dr. Bezerra de Menezes. 

Herculano Pires

Herculano Pires foi descrito por Emmanuel como o metro que melhor mediu Kardec. Foi um jornalista, filósofo, educador, escritor e tradutor brasileiro. Grande estudioso e divulgador do espiritismo, traduziu várias das obras de Allan Kardec. Aos 9 anos fez seu primeiro soneto, aos 16 publicou seu primeiro livro e aos 18 o segundo. Autor de 81 livros, dentre eles temas como filosofia, Histórias, Psicologia, e é claro, Pedagogia.  

De 1959 a 1962, exerceu a cadeira de filosofia da educação na Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Araraquara. Foi membro titular do Instituto Brasileiro de Filosofia, seção de São Paulo, onde lecionou psicologia. José Herculano Pires foi também presidente e professor do Instituto Paulista de Parapsicologia de São Paulo, além de organizar e dirigir cursos de Parapsicologia para os Centros Acadêmicos: da Faculdade de Medicina da USP, da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo, da Escola Paulista de Medicina. Foi Diretor fundador da revista “Educação Espírita”. 

A todos esses grandes mestres e todos os professores do Brasil, desejamos um Feliz Dia dos Professores e nossa eterna gratidão! 

Fontes: Mundo Educação | Brasil Escola | Infoescola | UEM | FEB

 

Escrito por: Ricardo Guelfi de Souza

Estudante de Jornalismo na Universidade Anhembi Morumbi. Assistente de Mídias Sociais na TV Mundo Maior e apresentador do Podcast Direito de Ser da Rádio Boa Nova.

 

 

Faça uma doação pelo site: feal.colabore.org

Você gostou deste conteúdo?

Todo o conteúdo produzido pela Fundação Espírita André Luiz é aberto e gratuito e, com a sua ajuda, sempre será.

Ao todo são transmitidas 180 horas mensais de programas ao vivo e 240 horas mensais de programas inéditos através de nossos canais de comunicação: Rádio Boa Nova, Tv Mundo Maior e Portal do Espírito. Nós acreditamos que o acesso aos ensinamentos da doutrina espírita muda o mundo, mas manter uma estrutura deste porte é muito caro, por isso a importância do apoio de nossos leitores.

Quando você apoia iniciativas como a nossa, você faz com que pessoas que não podem pagar pela informação continuem tendo acesso a ela.

Ajude o espiritismo a alcançar mais pessoas

Apoie essa causa <3

leave a reply

WhatsApp chat